Em 2017, o Grupo Liebherr, com 9,845 bilhões de euros, obteve o maior volume de vendas da sua história. Em comparação com o ano anterior, a empresa familiar aumentou as suas receitas em 9.3 %. Para 2018, o Grupo Liebherr prevê um novo crescimento do volume de vendas.

A empresa conseguiu um aumento do volume de vendas tanto no setor das máquinas para construção e mineração, como também em outros produtos. As receitas de vendas das máquinas para construção e equipamentos de mineração aumentaram 14.5 %, atingindo os 6,182 bilhões de euros. Nos setores dos guindastes marítimos, aerospace e sistemas de transporte, máquinas operatrizes e sistemas de automação, refrigeradores, freezers e adegas, componentes e hotéis, o Grupo Liebherr obteve um total de 3,663 bilhões de Euros, ficando assim 1,5 % acima do nível do ano anterior.

A Liebherr conseguiu crescimentos significativos na Europa Ocidental, a sua região de vendas mais significativa. Os mercados estratégicos da Alemanha e França demonstraram uma capacidade de crescimento bastante elevada. O desenvolvimento dos volumes de vendas do Grupo Liebherr no leste Europeu foi uma agradável surpresa, especialmente a Rússia. No Extremo Oriente / Austrália e América, as receitas também ficaram acima dos valores do ano anterior. No entanto, no Oriente Médio e África, registrou-se uma queda no volume de vendas.

 

O Grupo Liebherr conseguiu aumentar o resultado anual em 33 milhões de Euros, para um total de 331 milhões de Euros. Isto corresponde a um aumento claro de 11,1 % das receitas em comparação com o ano anterior. Em termos operacionais a empresa considerou particularmente satisfatório o resultado positivo. Ao contrário deste, o resultado financeiro não acompanhou esta tendência positiva, ficando abaixo do nível do ano anterior – uma circunstância que se deveu às influências positivas da taxa de câmbio no período equiparável.

Mais funcionários com investimentos elevados constantes

O número de trabalhadores do Grupo Liebherr voltou a aumentar em 2017. No total, foram criados 1561 novos postos de trabalhos. No final do ano, a Liebherr empregava 43 869 colaboradores. A empresa manteve a taxa de investimento num nível elevado. Foram feitas amortizações no valor de 485 milhões de euros e investimentos de 749 milhões de euros, o que corresponde a uma ligeira redução de 0,3 %. Em termos de investimento foi dada prioridade às instalações de produção, à rede de distribuição e de assistência técnica, assim como o aluguel da frota. A Liebherr fundou novas sedes em Aurangabad (Índia), em Rognac no Sul de França e na região de Kuzbass na Rússia. Dos numerosos projetos de maior investimento também fazia parte o desenvolvimento das sedes no Sul da Alemanha, especificamente, em Biberach, Ochsenhausen e Oberopfingen.

Está previsto um novo aumento do volume de vendas

Para 2018, o Grupo Liebherr prevê um novo aumento do volume de vendas. De acordo com o relatório anual de 2017, a empresa prevê um desenvolvimento positivo, tanto no setor das máquinas para construção e mineração, como também em outros produtos. São de esperar crescimentos significativos, especialmente nos setores da mineração, tecnologia de concreto, máquinas operatrizes e sistemas de automação, bem como movimentação de terra. Isso fica mais evidente através da análise dos pedidos já em carteira.

Investigação e desenvolvimento: progressos consideráveis

Das prioridades do desenvolvimento dos produtos e setores do Grupo Liebherr fazem parte o aumento da eficiência energética, a interligação em rede e automatização, assim como o design de produtos leves. Tal como documentado no atual relatório anual do Grupo Liebherr, no ano passado foram conseguidos consideráveis avanços em todas as linhas de produtos. Por exemplo, no setor de aerespace, a Liebherr conduz pesquisas sobre componentes inteiramente elétricos para os aviões do futuro e desenvolveu, no ano passado, entre outros, demonstradores de sistemas de climatização e de descongelamento inteiramente elétricos. Dos projetos modelo do ano passado faz ainda parte o desenvolvimento do guindaste para içamento de cargas pesadas HLC 295000 que, com uma capacidade de carga de 5000 toneladas e uma altura de elevação máxima de mais de 170 metros, será o maior guindaste já construído pela Liebherr. Depois de construído, deverá ser utilizado para a instalação de parques eólicos, desmontagem de estruturas offshore, e também no setor do óleo e do gás.