Portocel, terminal especializado na movimentação de produtos florestais e que é operado em sociedade pela Fibria (51%) e a Cenibra (49%), alcançou no dia 2 de outubro uma marca inédita no mundo: 100 milhões de toneladas de celulose embarcadas ao longo de sua história, sendo o primeiro porto do planeta a alcançar esse feito. O marco foi atingido com o embarque de 30.730 toneladas no navio Saga Explorer, cujo destino é o porto de Changshu, na China.

Localizado em Barra do Riacho, Aracruz (ES), Portocel é considerado um dos portos mais eficientes e produtivos do mundo na movimentação de celulose, respondendo por 60% das exportações do produto no Brasil. O terminal tem produtividade média de 24 mil t/dia de celulose por navio, estando bem à frente do desempenho de portos dos Estados Unidos e da Holanda, que estão entre os melhores do mundo e movimentam não mais do que 18 mil t/dia de celulose.

Patricia Dutra Lascosque, diretora-superintendente da Portocel, atribui o bom desempenho operacional a um conjunto de fatores, entre eles a cultura de alto desempenho da empresa e a prática de crenças de gestão como senso de dono, excelência, pragmatismo e aliança. â??Há um conjunto de competências que contribuem para resultados como este, passando pelo comprometimento dos nossos trabalhadores próprios, trabalhadores avulsos e outros parceirosâ??, destaca ela.

Patrícia explica que a marca de 100 milhões de toneladas equivale à soma da movimentação do porto desde o início de sua operação, em 1978. Portocel, que também é referência em baixo custo operacional, vem atingindo marcas cada vez mais expressivas ao longo dos anos. â??Foram 16 anos para alcançar os primeiros 10 milhões de toneladas, mas agora embarcamos esse volume a cada um ano e sete mesesâ??, observa a diretora-superintendente.

Referência mundial em produtividade e competividade, Portocel é um dos únicos terminais do Brasil integrado a diferentes modais de transporte – rodoviário, ferroviário, tuboviário (dutos), marítimo de longo curso e cabotagem. Está preparado para movimentar, com a mesma eficiência, outras cargas compatíveis com a celulose. Com equipamentos e instalações apropriados para a movimentação de carga geral, atualmente o terminal tem capacidade para embarcar 7,5 milhões de toneladas por ano. Há 30 anos, a capacidade era de 600 mil toneladas por ano.

O que são 100 milhões de toneladas de celulose?

Se enfileirados, os fardos de celulose equivalentes a 100 milhões de toneladas seriam suficientes para dar nove voltas na circunferência da Terra.

Empilhados, equivalem a 360 mil vezes a altura da Torre Eiffel, na França.

As folhas de celulose que formam 100 milhões de toneladas, se colocadas lado a lado, seriam suficientes para percorrer 360 vezes a distância da Terra à Lua.

Sobre Portocel – Especializado na movimentação de produtos florestais, o Terminal Especializado de Barra do Riacho – Portocel é uma sociedade entre a Fibria (51%) e Cenibra (49). O terminal responde pela movimentação de cerca de 60% da celulose que o Brasil exporta e é o mais eficiente do mundo na movimentação do produto, com capacidade para embarcar 72 mil t/dia. Portocel tem o menor custo operacional do Brasil.

 

Fonte: Codesa