Toyo Setal vai construir nova unidade de produção de diesel S-10 da Replan

Unidas num consórcio, a Toyo Setal e a Toyo Engineering Corporation venceram a concorrência para a construção de uma unidade de hidrotratamento de diesel (HDT) e revamping de unidades existentes na Refinaria de Paulínia (Replan) – a maior do Brasil em capacidade de processamento. Com esse projeto, toda a produção de diesel dessa refinaria será do tipo S-10 cujo teor de enxofre é menor que o do diesel S-500, que deixará de ser produzido.

O contrato foi assinado em 9 de maio, e desde então, as equipes do Consórcio Toyo Setal HDT Paulínia já começaram a desenvolver o trabalho, cujo prazo de entrega é de 40 meses.

O escopo do contrato inclui fornecimento de bens e a prestação de serviços relativos à elaboração de projeto executivo, construção, montagem e desmontagem, revamp, comissionamento, suporte à pré-operação e partida, operação assistida e fornecimento de bens do projeto HDT 4.

PUBLICIDADE

Portonave


“O contrato é em regime EPC. Já estamos iniciando a aquisição dos principais equipamentos e em fase inicial da mobilização. A obra deverá gerar aproximadamente 1.300 empregos diretos”, destaca Carlos Stampa, gerente de desenvolvimento de negócios da Toyo Setal.

Segundo o executivo, a concorrência foi realizada na modalidade “menor preço global”, e o consórcio Toyo Setal HDT Paulínia sagrou-se vencedor mediante conjunção da proposta mais competitiva com o cumprimento de todos os critérios de habilitação exigidos no edital da Petrobras. “Aplicaremos toda nossa experiência local e capacidade de executar serviços de grande porte em construção e montagem, utilizando mão de obra própria. A Toyo Setal agregará seu profundo conhecimento de procurement local com os serviços globais de procurement da Toyo Engineering Corporation”, afirma.

O investimento na construção da nova unidade HDT, e no revamping das atuais faz parte do Plano Estratégico 2022-2026. Segundo a Petrobras, com o início da operação da nova unidade HDT, previsto para 2025, a capacidade da Replan para a produção de Diesel S-10 vai aumentar em 63 mil barris por dia (bpd) e em 12,5 bpd de querosene de aviação.

Segundo a Petrobras, o foco tem sido a melhoria de eficiência energética e redução de gases de efeito estufa, adequando as refinarias e preparando a empresa para continuar competitiva. Nos próximos cinco anos, estão previstos investimentos de US$ 6,1 bilhões para expansão da capacidade de refino e para posicionar suas refinarias entre as melhores do mundo em eficiência e desempenho operacional.


    GHT     Jan de Nul     Antaq
             

Tche Digital

 

 

Anuncie PN

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios