Produção de óleo e gás deve subir em 2023

Apesar do grande declínio nos campos maduros e das interrupções na oferta na Venezuela, a produção de óleo e gás na América do Sul deve passar por uma nova onda de crescimento a partir de 2023.  A tendência é apontada por recente estudo da consultoria de energia  Rystad Energy.

O relatório mostra que o Brasil, principalmente devido às descobertas do pré-sal, estará a frente desse movimento, seguido pela Argentina, graças ao desenvolvimento do xisto.  Entre os projetos que mais contribuirão para os resultados esperados no Brasil estão Búzios, Mero, Iara e a revitalização de Marlim.  A partir do próximo ano também são considerados investimentos na primeira fase do campo de Carcará, operado pela Equinor, e no campo de Lula Oeste, com operação da Petrobras.

Restrito a assinantes

ABB

Assine Portos e Navios

Pesa

Syndarma

OTC Brasil

Tche Digital

Assine Portos e Navios

Aapa

ABTP

Sobena

Sinaval Abratec