Navalshore

PPSA vai comercializar mais de 55 milhões de barris de petróleo da União nesta sexta-feira na B3

A Pré-Sal Petróleo realiza nesta sexta-feira (26), na B3, às 14h, o 3º Leilão de Petróleo da União, que comercializará mais de 55 milhões de barris de petróleo de propriedade da União dos campos de Búzios, Sapinhoá e Tupi e da Área de Desenvolvimento de Mero. Seis empresas estão habilitadas para participar. São elas: CNODC Brasil Petróleo e Gás Ltda; Equinor Energy do Brasil Ltda; Petróleo Brasileiro S/A Petrobras; Petrogal Brasil S/A; Repsol Sinopec Brasil S/A; e Totalenergies EP Brasil Ltda.

Dinâmica do leilão

O leilão poderá ocorrer em até três fases. Na primeira etapa, cada área será oferecida por contrato de maior prazo. Cada proponente entregará sua proposta escrita, tendo como base o Preço de Referência (PR) fixado pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP) para o respectivo petróleo. Se houver mais de um proponente, terá início o leilão a viva voz. Vencerá a empresa que oferecer o maior ágio.

Caso não haja proponente para o contrato de maior prazo, será realizada uma nova fase, com a reabertura do referido lote para contrato de menor prazo. Da mesma forma, vencerá quem ofertar o maior ágio sobre o PR, podendo ou não ter etapa a viva voz.


Logcomex


Se mesmo assim o lote não for comercializado, terá início a fase da Repescagem. O lote será reapresentado pelo menor prazo e o vencedor será aquele que oferecer a menor oferta de deságio em relação ao PR. Da mesma forma que na fase anterior, se houver mais de um proponente, terá início o leilão a viva voz. A Pré-Sal Petróleo poderá aceitar ou não a oferta.

    Terlogs     Mampaey     Antaq
             

Tche Digital

 

 

HPP

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios