Great Ocean

PetroRio deve começar campanha de perfuração em Frade este ano, diz Monteiro

O presidente da PetroRio, Roberto Monteiro, disse que a companhia espera iniciar neste ano a campanha de perfuração no campo de Frade, na Bacia de Campos.
Inicialmente previstas para 2020, as atividades foram postergadas devido aos impactos da pandemia de covid-19. A expectativa, agora, é que comecem no quarto trimestre.

Segundo o executivo, a ideia é começar a campanha com a perfuração de um poço produtor e, em seguida, mais dois poços injetores.
Se a empresa for bem-sucedida na primeira perfuração, no início do quarto trimestre, há a possibilidade de que consiga produzir por meio do novo poço ainda em 2021. “Mas essa é uma chance mais remota”, afirmou Monteiro em teleconferência com analistas e investidores sobre os resultados de 2020.

Ele citou que a petroleira pretende contratar uma sonda para fazer a campanha de perfuração de Frade e, em seguida, partir para a descoberta de Wahoo, para perfuração de quatro poços produtores. “Isso otimizaria nossa perfuração”, disse.

Monteiro também citou, entre os principais projetos para 2021, a conexão dos campos de Polvo e Tubarão Martelo, ambos na Bacia de Campos, num único polo de produção. A previsão é que os trabalhos sejam concluídos em julho.
Com isso, a expectativa do executivo é que o custo de extração da companhia caia para entre US$ 10 e US$ 12 o barril. No quarto trimestre de 2020, esse custo foi da ordem de US$ 14,7 o barril.


TMSA


Aquisições
O presidente da PetroRio disse que a companhia pretende usar parte do caixa, reforçado pela oferta subsequente de ações (follow-on) de R$ 2 bilhões realizada em janeiro, para aquisições.

“Um dos usos desse recurso que levantamos no follow-on foi para isso [aquisição]. Vemos várias oportunidades no mercado. Queremos estar prontos para conseguir mais oportunidades”, afirmou.
Dentre as oportunidades de negócios monitoradas, Monteiro cita que a PetroRio tem “conversas construtivas” com a Total, sócia no projeto de Wahoo, e iniciou uma aproximação com a indiana IBV, outra parceira no campo.

“Temos interesse em ter algum tipo de conversa relacionada a M&A [fusões e aquisições] com eles’, disse.

Outro ativo que a petroleira monitora é o campo de Albacora, à venda pela Petrobras. Questionado se o processo de desinvestimentos está sendo impactado pela troca de comando na estatal, o executivo respondeu que ainda é cedo para tirar alguma conclusão sobre o assunto.

“Tínhamos a expectativa de saber as empresas que passariam para segunda fase [do processo de venda] em março e a expectativa se mantém “, comentou.

Desdobramento de ações
O executivo disse que o desdobramento de ações da companhia não está, por ora, em pauta, mas acrescentou que o assunto pode ser debatido “no momento oportuno”.

“Não temos nenhuma ação em curso para isso [desdobramento de ações], mas, dependendo da performance da companhia, o assunto virá à pauta no momento oportuno”, afirmou.
Fonte: Valor

 


Marintec Navalshore




Hidromares

Assine o Notícias do dia

Ecobrasil

Priner fundo transp Terlogs
  Mampaey     Assine Portos e Navios

  Catálogo da Indústria Marítima

 

 

  Anuncie PN

 

Tche Digital

 

 

Marintec Navalshore

 

Sinaval   Abratec