Petrobras volta a negar mudança na política de preços e põe culpa na imprensa

A Petrobras voltou a negar, neste domingo, que tenha alterado sua política de precificação de combustíveis, como foi aventado na última sexta-feira em rumores que percorreram o mercado e que foram publicados pela imprensa.

Em novo comunicado ao mercado neste domingo, a petroleira reiterou que, em junho de 2020, decidiu alterar de trimestral para anual o período de aferição da aderência entre o preço realizado e o preço internacional.

Essa mudança havia sido interpretada como novidade na última sexta-feira, o que a empresa desmentiu na sexta-feira via comunicado na CVM.

Neste domingo, um novo comunicado trouxe mais informações e um posicionamento mais claro da estatal, na qual chama de “distorcidas” as informações de que haveria uma mudança na política de preços.


TMSA


Fonte: Valor