Navalshore 2024

Petrobras e Equinor iniciam produção do projeto IOR em Roncador

A Petrobras, como operadora, e a Equinor iniciaram com sucesso a produção dos dois primeiros poços do projeto de aumento de recuperação de petróleo (IOR) em Roncador. Isso representa um marco importante no desenvolvimento do campo, aumentando as taxas de recuperação.

Os dois são os primeiros de uma série de poços IOR a atingir a produção. Segundo a Equinor, o processo está adiantado quase cinco meses antes do previsto e pela metade do custo planejado. Os poços adicionam cerca de 20 mil barris de óleo equivalente por dia a Roncador, elevando a produção diária para aproximadamente 150 mil barris e reduzindo a intensidade de carbono (emissões por barril produzido) do campo.

Por meio deste primeiro projeto de IOR, a parceria perfurará 18 poços, que deverão fornecer recursos recuperáveis adicionais de 160 milhões de barris. Melhorias no projeto do poço e a experiência tecnológica combinada dos parceiros são os principais impulsionadores da redução de 50% nos custos nos seis primeiros poços, incluindo os dois em produção.

PUBLICIDADE

MCI


Roncador está em produção desde 1999. A Petrobras é a operadora do campo (75% de participação) com a Equinor (25% de participação) entrando no projeto em 2018.

Veronica Coelho, gerente da Equinor para o Brasil, disse: “Estamos muito orgulhosos do que a parceria entre Petrobras e Equinor alcançou, entregando este projeto antes do prazo e abaixo do orçamento. Esse marco demonstra a capacidade da parceria de aumentar a produção e o valor por meio da tecnologia. Continuaremos combinando nossas capacidades para melhorar a recuperação de Roncador e extrair mais valor do campo. A Petrobras aproveitará sua experiência como uma das maiores operadoras de águas profundas e desenvolvedores do pré-sal do mundo e a Equinor aproveitará sua tecnologia, conhecimento e décadas de experiência em IOR na plataforma continental norueguesa ”.

Além dos 18 poços IOR planejados, a parceria acredita que pode melhorar ainda mais a recuperação e visa aumentar os recursos recuperáveis em um total de 1 bilhão de barris de óleo equivalente. O campo possui mais de 10 bilhões de barris de óleo equivalente em operação, sob licença com duração até 2052. O acordo de aliança estratégica também inclui um programa de eficiência energética e redução de emissões de CO 2 para Roncador.



      GHT    Antaq
       

 

 

Anuncie PN

 

  Pesa   Assine Portos e Navios
       
       

© Portos e Navios. Todos os direitos reservados. Editora Quebra-Mar Ltda.
Rua Leandro Martins, 10/6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - CEP 20080-070 - Tel. +55 21 2283-1407
Diretores - Marcos Godoy Perez e Rosângela Vieira