Petrobras contrata três sondas da Constellation

A Constellation Oil Services ganhou novos contratos com a Petrobras para três de suas plataformas. A empresa anunciou em um comunicado recente que os contratos foram concedidos às plataformas "Amaralina Star", "Gold Star" e "Lone Star".

Os contratos dos semissubmersíveis "Gold Star" e "Lone Star" têm duração de três anos. O "Amaralina Star" é um navio-sonda DP em águas ultraprofundas que começou a operar em setembro de 2012. Ele foi projetado para perfurar em lâmina d'água de até 3.048 metros e tem capacidade de perfuração de até 12.192 metros.

Tanto a "Gold Star" quanto a "Lone Star" são plataformas de perfuração semi-submersíveis DP em águas ultraprofundas. A "Gold Star" iniciou suas operações em fevereiro de 2010. A sonda é capaz de perfurar em lâmina d'água de até 2.743 metros e tem capacidade de perfuração de até 9.144 metros.

PUBLICIDADE

Portonave


A "Lone Star" iniciou suas operações em abril de 2011 e é capaz de perfurar em lâmina d'água de até 2.407 metros e tem capacidade de perfuração de até 9.144 metros.

A corretora de plataformas norueguesa Bassoe Offshore estima a taxa diária em cerca de US$ 155 mil para cada contrato da Petrobras.

A notícia dos contratos para o trio de sondas veio duas semanas depois que a Petrobras contratou a plataforma "Laguna Star" da Constellation em um contrato de dois anos.


Pesa

        Jan de Nul     Antaq
             

Tche Digital

 

 

Anuncie PN

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios