Marintec Navalshore

Petrobras busca diversificação para novos mercados e vê potencial na Índia

A diretora de refino e gás natural da Petrobras, Anelise Lara, disse há pouco que a companhia vem fazendo um esforço para diversificar os destinos de suas exportações. Atualmente, 65% do óleo cru vendido pela empresa vai para a China, que passa nesse início de ano por uma retração na sua demanda, em função dos efeitos do surto do coronavírus.

“Nosso petróleo é muito bem aceito na Europa e nos Estados Unidos. Estamos fazendo uma busca por novos mercados, como o indiano”, afirmou ela, durante entrevista coletiva.
Anelise Lara disse que, apesar da busca por novos mercados, a China continuará sendo o destino mais importante das exportações da estatal.

“A gente ainda acredita que a exportação para a China vai continuar forte. Podem haver reduções pontuais de demanda, ela reduziu em 3 milhões de barris/dia [a importação], mas isso aos poucos está sendo recuperado”, completou.
O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, disse que o que está havendo na China é um “choque de demanda” no primeiro trimestre.

Publicidade

Marintec Navalshore

 

“No próximo trimestre haverá uma reacomodação e, no terceiro trimestre, começa a haver uma recuperação aos níveis anteriores [ao surto do coronavírus]. A China é e será por muito tempo ainda a grande demandante de commodities”, afirmou.

Segundo o executivo, a queda do preço do petróleo causada pelo impacto do surto de coronavírus na economia mundial se refletirá no resultado do primeiro trimestre de 2020

“É só observar o comportamento dos preços do petróleo, que houve uma queda, que vai se refletir nos nossos resultados no primeiro trimestre”, disse o executivo. “Dizer o quanto será [o impacto no resultado] é prematuro. Estamos no meio do trimestre”, completou.

Fonte: Valor



Assine Portos e Navios

fundo transp Intermodal
  Thermo Solutions     Assine Portos e Navios

  Catálogo da Indústria Marítima

 

 

  Anuncie PN

 

Tche Digital

 

 

 

Sinaval   Abratec