Abratec

Exxon vai demitir 1,9 mil por causa da queda da demanda por petróleo

A Exxon Mobil afirmou nesta quinta-feira (29) que vai demitir 1.900 funcionários nos Estados Unidos em razão da queda de demanda por petróleo em meio à pandemia de covid-19.

A companhia afirmou que a maior parte dos cortes ocorrerá em Houston, e prevê tanto rescisões voluntárias quanto unilaterais. De acordo com a Exxon, haverá uma revisão global do seu quadro de 74 mil funcionários. Anteriormente, foram anunciadas 1.600 demissões na Europa e desligamentos voluntários na Austrália.

O anúncio da Exxon Mobil foi feito um dia antes da divulgação de seus resultados do terceiro trimestre. Analistas apontam que a companhia deve registrar o terceiro prejuízo consecutivo, fato inédito na história da Exxon.
Outras petroleiras

A indústria de petróleo e gás já cortou dezenas de milhares de empregos neste ano. A Royal Dutch Shell afirmou em setembro que faria uma reestruturação com o corte de até 9 mil empregos, enquanto a BP planeja cortar 14% de sua força de trabalho com quase 10 mil demissões. Já a americana Chevron deve reduzir sua equipe em até 15%.


Catálogo da Indústria Marítima


No início da tarde desta quinta, as ações da Exxon Mobil na bolsa de Nova York registravam alta de 2,98%, cotadas a US$ 32,51.
Fonte: Valor


Marintec Navalshore