Empresas começam a reajustar preços

“Os investimentos em petróleo e gás estão em ascensão, assim como o poder de precificação das empresas de serviços. Depois de enfrentar dois anos (2015 e 2016) sem ter qualquer condição de reajustar seus preços, as empresas de serviços petrolíferos começam a recuperar parte do terreno perdido, graças em primeiro lugar à consolidação do setor entre os players que concentraram o mercado nos últimos dois anos ”, afirma Audun Martinsen, chefe do campo petrolífero. pesquisa de serviço na Rystad Energy. “É provável que o poder de precificação seja ainda mais fortalecido dentro da indústria de serviços, pois os pedidos devem subir em toda a cadeia de fornecimento, juntamente com os ajustes de capacidade para evitar o excesso de oferta em 2019 e 2020”, acrescenta Martinsen.

Restrito a assinantes

 

 

Reportagens da edição 702

Presença a bordo

08 Jul 2019 18:07 Navegação

Empresas pedem manutenção das vagas na formação para não faltar marítimos. Sindicato cobra equilíbrio entre oferta e demanda • O mercado de navegação no Brasil apresenta oferta de marítimos superior à...

Legal Seminar

08 Jul 2019 18:07 Indústria naval

Considerado o mais importante mercado “offshore” fora do Mar do Norte, o Brasil também atraiu a atenção de armadores noruegueses em evento paralelo • A primeira apresentação deu uma visão das...

Mercado de gás

08 Jul 2019 18:07 Indústria naval

As oportunidades no setor de gás no Brasil também foram debatidas no evento.  A superintendente de Oléo e Gás do estado do Rio de Janeiro, Cristina Pinho, deu um quadro...

Brasil na Nor-Shipping

08 Jul 2019 18:07 Indústria naval

Pela terceira vez o Brasil promove um seminário durante o evento • Se neste ano o clima do evento em geral já era mais leve que nas edições anteriores, no caso...

Leia mais reportagens da edição impressa

Cash Computadores

Kincaid

Consórcio Águas Azuis

Container Institute

Envie uma pauta

Tche Digital

Assine Portos e Navios

Aapa

ABTP

Sinaval

Fenavega Abratec