Marintec Navalshore

Construção de plataforma vai criar três mil empregos

A construção de uma plataforma de petróleo no Espírito Santo vai criar 3 mil empregos temporários este ano. O navio-plataforma P-71 será montado no Estaleiro Jurong Aracruz, para ser entregue à Petrobras. O casco da embarcação já chegou à indústria, no litoral Norte capixaba.

A estrutura é do tipo FPSO, sigla para o Inglês Floating Production Storage and Offloading, ou seja, capaz de explorar, armazenar e escoar a produção. Os 3 mil empregos serão criados tanto na Jurong quanto em terceirizadas, segundo o gerente de petróleo e gás da Federação das Indústrias do Estado (Findes), Durval Vieira de Freitas.

“Com base na construção da última plataforma pela Jurong, a P-68, essa é a quantidade de contratações. Aquela obra fez a empresa chegar a 6 mil empregados, e hoje a Jurong tem em torno de 3 mil. Essa nova demanda deve fazer com que ela volte a ter 6 mil”, frisou.

Publicidade

Marintec Navalshore

 

O gerente da Findes disse que as contratações serão realizadas por meio do Sine de Aracruz, mas não soube informar quando elas começarão. Segundo ele, haverá vagas para 30 diferentes funções, entre elas mecânico montador, soldador, caldeireiro, eletricista, pintor industrial e ajustador.

Com o caso em suas dependências, a Jurong realizará agora a montagem dos módulos — como é chamado o conjunto de equipamentos e válvulas responsáveis pela operação da plataforma.

De acordo com Durval, a construção vai durar até dois anos e seis meses: “É como construir um prédio, não é uma construção contínua, são cargos temporários.”

Naufrágio

O contrato entre Jurong e Petrobras foi firmado em 2018, e a construção inicial, do casco, ocorreu na China. Concluída em dezembro de 2019, foi aprovada pela estatal.

A construção atrasou por conta de um naufrágio ocorrido em maio de 2019, quando uma balsa com dois módulos que seriam usados na embarcação naufragou em Santa Catarina, no Sul do Brasil.

A plataforma, quando pronta, será instalada no campo de Sururu, na Bacia de Santos, Sul do Rio.

O presidente do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas e de Material Elétrido do Estado (Sindifer), Luis Soares Cordeiro, mostrou-se otimista. “Vejo uma criação de empregos significativa nos próximos meses, que poderá até ser maior do que com a P-68, pois a P-71 é um equipamento mais complexo.”

Em silêncio, Jurong faz mistério
Em meio ao otimismo dos empresários com a chegada do casco do navio-plataforma P-71 ao Estado, o Estaleiro Jurong Aracruz preferiu a discrição.

Em tom de mistério, a empresa não deu detalhes sobre a construção da estrutura e nem confirmou os dados informados por representantes de terceirizadas. Sequer confirmou a chegada do casco, o que a Petrobras, por meio de sua assessoria, comprovou para a reportagem. Procurada, a Jurong limitou-se a divulgar que, “caso surjam novas vagas, elas serão divulgadas no site da empresa”.

O Sine de Aracruz, por sua vez, confirmou que recebe vagas referentes a oportunidades na Jurong, mas que, no momento, ainda não há informações sobre contratações para atuar na construção da nova plataforma de petróleo.

Oportunidades
Contratação via Sine

> A contratação para trabalhar na construção da plataforma P-71 será realizada, sobretudo, por meio do Sine de Aracruz. No momento, contudo, não há vagas abertas.

> As chances serão para trabalhar em terceirizadas e também na Jurong. As empresas vão comunicar sobre o processo de seleção quando ele for iniciado.

> Entre as empresas que prestam serviços para a Jurong estão GBJ Metalmecânica, Grupo Souza e Lima e Lupe Serviços e Montagens, segundo o gerente de petróleo e gás da Federação das Indústrias do Estado (Findes), Durval Vieira de Freitas.

Funções

> Serão abertas oportunidades de trabalho para 30 diferentes funções. Entre elas estão: encanador, mecânico montador, soldador, caldeireiro, eletricista, pintor industrial, técnico em instrumentação e ajustador.

> Embora não tenha confirmado informações sobre empregos, a Jurong trazia ontem em seu site que está com vagas abertas para trabalhar em seis funções em Aracruz.

> Para se candidatar a uma das chances, é preciso se cadastrar no site da companhia: trabalheconosco.vagas.com.br/jurong.

Exigências

As oportunidades abertas na Jurong neste momento são de diferentes níveis, do médio ao gerencial. Seguem:

> Gerente de risco: a empresa exige graduação em Contabilidade, Finanças, Economia, Engenharia naval, Arquitetura Naval ou equivalente, experiência na função e em empresas de grande porte e Inglês fluente.

> Marinheiros de convés e de máquina: é exigido ensino médio, certificado STCW e CIR. É preciso estar de acordo com a Norman 13.

> As outras três funções com vagas na empresa são: analista/assistente fiscal, técnico de comissionamento e engenheiro de tubulação.

Fonte: Tribuna Online



Assine Portos e Navios

fundo transp Intermodal
  Thermo Solutions     Assine Portos e Navios

  Catálogo da Indústria Marítima

 

 

  Antaq

 

Tche Digital

 

 

 

Sinaval   Abratec