Marintec Navalshore

Após críticas, Petrobras diz que não tem obrigação de participar das ofertas do leilão

Mesmo exercendo direito de preferência sobre áreas do pré-sal na 6º Rodada de licitações de partilha, realizada nesta quinta-feira (07), no Rio de Janeiro, a Petrobras afirmou que não tem obrigação de participar das ofertas. A estatal tinha preferência em relação aos Blocos de Aram, Norte Brava e Sudoeste de Sagitário, mas não ofertou valores sobre as duas últimas. Os blocos estão localizados na Bacia de Campos e Santos.

De acordo com o diretor de exploração da Petrobras, Carlos Alberto Pereira de Oliveira, caso alguma empresa tivesse manifestado interesse pelas áreas, a Petrobras poderia ter exercido preferência no percentual mínimo de participação de 30% solicitado previamente.

Oliveira explicou que a participação da empresa na rodada de licitação é fruto de uma avaliação das condições de retorno, dos riscos e da “financiabilidade”.

Publicidade
Catálogo da Indústria Marítima

 

Após ter adquirido blocos nos certames realizados nos últimos dois dias, criou-se uma perspectiva positiva para o futuro da Petrobras, segundo Oliveira. De acordo com ele, por muito tempo a empresa reduziu investimentos em razão das altas dívidas, mas que, a partir das novas aquisições, surge uma boa expectativa de recomposição das reservas.

A Petrobras pretende, inclusive, pagar o bônus de assinatura dos blocos adquiridos com o próprio caixa. Porém, conforme afirmou o diretor, a empresa já possui uma linha de financiamento em vista para quando “for necessário, ser contratada”.

De acordo com Oliveira, o bloco de Búzios adquirido pela estatal na última quarta-feira (06), deve passar pelo trabalho de levantamento de sísmica já no começo do próximo ano.

Comentários

ABB

Assine Portos e Navios

Consórcio Águas Azuis

Syndarma

Abac

Conapra

FGV Transportes

Aapa

Tche Digital

Sobena

Sinaval Abratec