ANP aponta queda de 4,5% no refino de petróleo no Brasil

A Agência Nacional do Petróleo anunciou que o refino de petróleo no Brasil somou 54,9 milhões de barris em julho, registrando uma queda de 4,5% ante o mesmo período de 2018.

Segundo a ANP, a atividade concentrada na Petrobras (SA:PETR4) no país teve recuperação ante junho.

De acordo com dados divulgados nesta quinta-feira, 22, pela agência reguladora, em junho, o processamento de petróleo havia atingido 51,4 milhões de barris, uma queda de 6,1% ante o mesmo mês do ano passado.

Publicidade
Catálogo da Indústria Marítima

 

O refino no Brasil fechou o semestre com queda de 0,1%, embora tenha registrado crescimento no acumulado do ano até maio. De janeiro a julho, houve recuo de 0,8%, para 366,9 milhões de barris, retomando a tendência dos últimos anos.

Vale lembrar que o último aumento anual no refino de petróleo no Brasil foi registrado em 2014, sendo que de lá para cá o produto tem sofrido uma queda no consumo.

A Petrobras informou recentemente que realiza uma manutenção de 36 dias na importante refinaria de Paulínia (SP). No entanto, a empresa garantiu que o mercado será atendido por outras unidades.

Ainda segundo os dados mais atualizados da ANP, as vendas totais de combustíveis no Brasil subiram 3,2% no primeiro semestre, na esteira de maior comercialização de diesel, com alta de 3,6%.

A gasolina, por sua vez, outro importante combustível refinado, registrou queda de 6,4% nas vendas nos postos no primeiro semestre, enquanto o etanol hidratado teve avanço de 33%, tendo em vista sua competitividade em várias regiões.

Já as importações de diesel e gasolina pelo Brasil registraram queda no primeiro semestre do ano, de 15% e 18,2%, respectivamente.

Fonte: Investimento e Notícias

Comentários