Altera&Ocyan assina contrato com a 3R Petroleum para manutenção e operação dos ativos de Papa Terra

A Altera&Ocyan, joint venture entre a Ocyan e a Altera Infrastructure, assinou um novo contrato com a empresa 3R Petroleum para a manutenção e operação das plataformas P-61 e P-63 no campo de Papa-Terra, no Sul da Bacia de Campos (RJ). O contrato tem duração de cinco anos, podendo ser estendido por até cinco anos em múltiplos períodos de um ano.

“Essa é a primeira vez que vamos assumir a operação de ativos de outra empresa, sem a propriedade do bem, ampliando o escopo de serviços que oferecemos ao mercado. A conquista desse novo contrato é o reconhecimento do mercado da alta performance dos serviços realizados pela Altera&Ocyan. O projeto garantirá para a Altera&Ocyan um aumento do nível de atividade no Brasil e ampliará a sinergia de recursos da joint venture, o que trará benefícios para o nosso novo cliente e para as nossas unidades operacionais próprias, o FPSO Cidade de Itajaí e FPSO Pioneiro de Libra. Será uma ótima oportunidade de crescimento para a nossa equipe e nossa empresa.”, celebra Marcelo Nunes, diretor geral da Altera&Ocyan.

A 3R adquiriu o campo Papa-Terra da Petrobras juntamente com dois ativos (P-61 e P-63). O FPSO P-63 possui capacidade instalada para processar até 140 mil barris/dia de petróleo e 1 milhão de m³ de gás natural e iniciou a produção em 2013.

PUBLICIDADE

Portonave


Já a plataforma P-61, única do tipo Tension Leg Wellhead Platform (TLWP) instalada no país, começou a produção dois anos depois, em 2015. Os poços da P-61 são do tipo completação seca, ou seja, as válvulas de controle do poço ficam na plataforma, em vez de serem instaladas no fundo do mar.

Toda a geração de energia é produzida pela P-63 e fornecida à P-61 que, por sua vez, exporta a sua produção por meio de bombas multifásicas e linhas de transferência de fluidos, sendo que tanto o óleo como o gás produzido são transferidos da P-61 para a P-63, onde então é realizado o processamento em sua própria planta.

"Papa-Terra, ativo em águas profundas da Bacia de Campos, é a maior operação da 3R no Offshore brasileiro. O contrato com a Altera&Ocyan está dentro do nosso modelo de negócios de trazer grandes parceiros estratégicos para coordenar a gestão de alguns processos em nossas operações, neste caso a gestão da Operação e Manutenção das duas plataformas do ativo.", comenta o CEO da 3R Petroleum, Ricardo Savini.

O novo contrato com a 3R está sujeito à aprovação, pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica – CADE, da ampliação da joint venture entre a Ocyan e a Altera.

Diversificação de clientes

A Altera&Ocyan atua como operadora e afretadora de dois FPSO: o "Cidade de Itajaí", para a australiana Karoon; e o FPSO "Pioneiro de Libra", para o consórcio de Libra. O "Cidade de Itajaí" foi a primeira unidade de produção operada pela joint-venture, iniciada em 2013. Em 2017 foi a vez do "Pioneiro de Libra" iniciar suas operações.

“A Altera e a Ocyan já operam dois projetos de sucesso no Brasil e essa cooperação de longa data agora nos permite expandir ainda mais nossas forças combinadas em um novo e empolgante projeto que criará valor e oportunidades significativos para a indústria e a sociedade”, comenta Jorge Mitidieri, vice-presidente executivo da Ocyan e Conselheiro da Altera&Ocyan.

“Estamos muito empolgados com este novo projeto em um segmento tão crescente e dinâmico de petroleiras independentes no Brasil e estamos muito confiantes de que replicaremos o sucesso e os altos padrões das outras parcerias que Altera e Ocyan mantêm no Brasil”, destaca José Elias, diretor geral da Altera.


    GHT     Jan de Nul     Antaq
             

Tche Digital

 

 

Anuncie PN

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios