PF reúne provas para indiciar responsável pelo derramamento de óleo em 2019

Um petroleiro de bandeira grega teria sido o responsável pelo enorme derramamento de óleo que atingiu mais de 1,5 mil milhas de costa em 2019. Após uma análise de dois anos, a Polícia Federal teria provas suficientes para indiciar o navio e seu proprietário.

“A Polícia Federal, com base nas provas e demais elementos de condenação produzidos, concluiu que havia indícios suficientes de que um petroleiro de bandeira grega foi o responsável pelo lançamento da substância oleaginosa que atingiu a costa brasileira”, informou a Polícia Federal em 2 de dezembro.

Uma extensa investigação foi conduzida em parceria com várias instituições nacionais e internacionais. Uma análise química foi realizada para determinar a natureza do material, suas características e origens. Outros elementos do trabalho incluíram esforços para determinar o local exato onde ocorreu o derramamento e a liberação de óleo, com imagens de satélite, modelos e simulações.

PUBLICIDADE

Navalshore


A Polícia Federal encaminhará seu relatório ao Poder Judiciário Federal do Rio Grande do Norte e ao Ministério Público Federal para análise e posterior tramitação. O relatório recomenda ações judiciais por crimes de poluição, não cumprimento de obrigações ambientais e danos.


Pesa

        Jan de Nul     Antaq
             

Tche Digital

 

 

Anuncie PN

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios