Marintec Navalshore

Orçamento para hidrovias é tema de encontro entre parlamentares

Uma mudança na matriz brasileira de transporte para incentivar o uso das hidrovias no País. Essa foi à tônica do encontro promovido na manhã de hoje (21) pela Frente Parlamentar de Logística de Transportes e Armazenagem (Frenlog), com o diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit), Luiz Antônio Pagot. O evento também contou com a participação do senador Gilberto Goellner (DEM/MT).

O diretor do Dnit disse que ?os rios brasileiros estão ficando cada vez mais largos e rasos por não haver, no País, um programa de drenagem?. Segundo ele, o Governo brasileiro precisa aprofundar os rios para preservar a água doce, produzir energia limpa e torná-los navegáveis.

Pagot criticou as dificuldades impostas pelo ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, na concessão de licenças ambientais para obras nas rodovias, e anunciou que entregará no dia 30 de março à ministra da Casa Civil, Dilma Roussef, um projeto de três hidrovias: a do Paraná-Tietê; a de Tocantins; e a Teles Pires-Tapajós.

A Hidrovia de Teles Pires-Tapajós, ligando Mato Grosso e o Pará, custará R$ 5 bilhões e, segundo o diretor do Dnit, inclui a construção de cinco eclusas, que darão condições de navegabilidade a um trecho de 1.570 quilômetros.

"Essa hidrovia irá solucionar boa parte do problema de logística vivenciado pelo estado, além de oferecer um meio de transporte de três a oito vezes mais econômico que os modais ferroviário e rodoviário. A previsão inicial é de que sejam transportadas até 5 milhões de toneladas por ano nessa hidrovia?, informou Goellner.

A obra faz parte das reivindicações do Movimento Pró-Logística de Mato Grosso, que incluiu ainda benfeitorias as rodovias BR-242, BR-158 e BR-163, além da ferrovia Leste-Oeste. (Fonte: Tosabendo.com)

 

Marintec Navalshore

Assine Portos e Navios

Consórcio Águas Azuis

Syndarma

Envie uma pauta

Assine Portos e Navios

Antaq

Tche Digital

Sobena

Sinaval Abratec