Curso H

Olhos para a praticagem

Agentes reconhecem qualidade, mas pedem regulação. Conapra defende atual modelo em prol da segurança
Há mais de 200 anos no Brasil, a praticagem é uma atividade cujo objetivo é garantir a segurança da navegação em zonas marítimas e fluviais. Se a qualidade do serviço e o baixo índice de acidentes são elogiados de forma unânime pelos agentes do setor, por outro lado os preços cobrados são objeto de questionamentos, principalmente de empresas de navegação, quando os comparam aos valores praticados no exterior. A atividade passa por auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) e o projeto de lei 2.149/2015, de autoria do deputado Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE), propõe alterações na Lei 9.537/1997, que trata da segurança do tráfego em águas jurisdicionais brasileiras.

Restrito a assinantes