MSC

NYK testa sistema de IA para identificar automaticamente perigos da navegação

Os esforços continuam para explorar o uso de automação, inteligência artificial e reconhecimento de imagem para melhorar a navegação e a segurança das operações dos navios. No início deste ano, a Mitsui OSK Lines, do Japão, divulgou que está usando tecnologia de realidade aumentada (AR) para melhorar a percepção da navegação. Agora, a NYK anuncia que iniciou teste de um sistema que pode monitorar o horizonte para reconhecer objetos perigosos que possam estar dentro do alcance do navio.

A NYK, trabalhando com sua subsidiária estratégica de pesquisa e desenvolvimento MTI Co., instalou o sistema de reconhecimento automático de alvos de navio desenvolvido em Israel pela Orca AI em uma das suas embarcações. O objetivo é verificar a capacidade de detecção e a contribuição que o sistema pode dar ao papel do vigia na ponte de um navio.

Trabalhando com a Orca, a NYK também planeja melhorar o algoritmo de detecção de alvos por meio do uso de coleta de dados e aprendizado nos servidores da empresa israelense. Durante o teste, os parceiros também estão procurando aumentar a taxa de reconhecimento para que o sistema possa ser usado para aumentar os esforços para desenvolver o transporte autônomo.

De acordo com a NYK os sistemas anteriores eram limitados pela capacidade das câmeras de receber imagens tanto de dia quanto de noite, especialmente com navios expostos a elementos naturais, incluindo chuva e vento. Além disso, nenhum sistema poderia medir a distância da imagem capturada ao alvo com um certo grau de precisão.


Logcomex


O novo sistema usa câmeras que podem funcionar dia e noite para reconhecer automaticamente navios e alvos e medir a distância até eles. As informações obtidas do equipamento de navegação, incluindo nomes da embarcação, distância e tempo em que o navio está mais próximo do alvo, podem ser sobrepostas e exibidas de maneira integrada a um tablet ou tela de monitor de painel sensível ao toque.

Orca AI observa que cerca de 4.000 acidentes marítimos ocorrem anualmente e são causados pela baixa consciência situacional em áreas congestionadas, falta de visibilidade em relação a falhas e padrões de risco e dados insuficientes disponíveis para lidar com possíveis incidentes.

Priner     Terlogs     Mampaey     AAPA
             

Tche Digital

 

 

Sinaval

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios