Novas regras ajudam a reduzir poluição marinha na Antártida

Medidas entraram em vigor, ontem, segunda-feira, segundo agência das Nações Unidas. Novas regras determinam que navios abasteçam de maneira diferente.

A Organização Marítima Internacional, OMI, informou que novas regras contra a poluição da Antártida passaram a valer ontem, segunda-feira.


A medida para reduzir a poluição marinha da região prevê a proibição de combustíveis de categoria pesada na área. As emendas foram feitas à Convenção Internacional para Prevenção de Poluição por Navios, Marpol, na sigla em inglês.

Pelas novas regras, quantidades de densidade específica de óleo cru não devem ser usadas na Antártida. Com isso, navios que passam pela região terão de ajustar seu níveis de combustível para uma categoria mais eficiente. Em comunicado, a OMI explicou que embarcações que trafegam pela área, sejam de passageiros ou de carga, serão obrigadas a abastecer de forma diferente.

A agência da ONU e a Marpol deverão estabelecer, formalmente, a Área de Controle de Emissão Norte-Americana, na qual emissões de dióxidos de enxofre e nitrogênio estarão sujeitos a controles mais rígidos que aqueles aplicados globalmente. A Área de Controle deve entrar em vigor em 1º de agosto de 2012.


Fonte: Por Mônica Villela Grayley - Rádio ONU, parceira da EcoAgência

http://www.ecoagencia.com.br/index.php?open=noticias&id=VZlSXRFWWNlYHpkejZkWhN2aKVVVB1TP


Catálogo da Indústria Marítima



Marintec Navalshore