AdvertisementAGI Brasil

Na fila para IPO, Navios South American sofre revés na justiça argentina

A operadora de logística Navios South American, uma das empresas na fila para abrir capital na B3, sofreu um revés no mês passado na Argentina. A Justiça daquele País suspendeu um contrato de US$ 67 milhões, por medida liminar. A decisão faz parte de um processo criminal que investiga a existência de conduta criminosa em torno da concorrência realizada pela empresa estatal de petróleo YPF, para o transporte fluvial de hidrocarbonetos. Subsidiária da South American, a Horamar venceu a licitação em 2019, mas o processo foi denunciado pela União de Frotas de Petróleo e Hidrocarbonetos (SUPEH), sob a acusação de que teria sido fraudulento. Assinada pelo juiz argentino Sebastian Roberto Ramos, a decisão reconheceu que “o processo de licitação teria sido realizado sem qualquer publicidade, culminando com a escolha da empresa, que, por outro lado, não possui navios, nem pessoal treinado para lidar com o serviço atribuído, apesar de haver outras empresas que na concorrência apresentaram melhores ofertas”. O juiz disse, ainda, que chamou atenção o fato de o processo licitatório ter sido feito em 2019 para execução apenas no início de 2021. Não havia na história da empresa processos similares realizados com tanta antecipação.

Cavalo vencedor. Ainda na manifestação, o juiz afirma que o processo de licitação, desde o princípio, foi direcionado para que a Horamar saísse vencedora. Haveria o interesse da própria petrolífera estatal em acelerar o processo para que ele acontecesse ainda no governo de Maurício Macri. “Isso seria feito para evitar mudanças que provavelmente ocorreriam como consequência do processo eleitoral e em caso de alteração da administração da empresa”, diz a liminar. Com a suspensão do contrato, todos os itens previstos, como preparativos para a prestação de serviços e a fabricação de barcaças, devem ser também paralisados.

Perfil. A Navios South American Logistic se coloca, nos documentos de seu IPO (oferta inicial de ações, na sigla em inglês), como uma das maiores companhias de logística da região da Hidrovia Paraguai-Paraná. O prospecto não traz informação desse litígio, visto que foi protocolado em agosto e a liminar é de setembro. Procuradas, YPF e Navios South American não retornaram.

Fonte: Folha SP


Rio Oil & Gas 2020



Marintec Navalshore




Cash Computadores

SMM 2021

Assine Portos e Navios

Ecobrasil fundo transp Syndarma
  Abac     Assine Portos e Navios

  Catálogo da Indústria Marítima

 

 

  Antaq

 

Tche Digital

 

 

Marintec Navalshore

 

Sinaval   Abratec