Mais de 100 armadores apoiam limites de velocidade para reduzir emissões

Mais de 100 armadores divulgaram uma carta aberta aos Estados membros da Organização Marítima Internacional (IMO) em apoio aos limites obrigatórios de velocidade para o transporte marítimo, a fim de reduzir as emissões de gases de efeito estufa. 

A carta, com muitos representantes de bandeira grega, pede apoio ao tema, na próxima reunião da MEPC74 da IMO. O objetivo é reduzir em pelo menos 40% as emissões de gases de efeito estufa (GEE) até 2030 e 50% até 2050, em relação a 2008.

Um total de 107 signatários incluiu os principais proprietários gregos e outros grandes proprietários europeus, como a Euronav e a Louis Dreyfus.

Publicidade
Catálogo da Indústria Marítima

 

“Como passo inicial, expressamos nosso forte apoio à IMO para implementar a regulamentação obrigatória de velocidades globais de navios, com base no tipo e tamanho. Nossa preferência seria definir velocidades médias anuais máximas para navios porta-contêineres e velocidades máximas para os demais tipos de navios”, diz a carta.

“Tal regulamentação deve ser implementada o quanto antes e a obrigação de cumprimento deve ser dada tanto aos armadores quanto aos operadores, incluindo afretadores.”

Além de reduzir as emissões de GEE, os limites de velocidade reduziriam significativamente o excesso de capacidade na navegação, algo que tem perseguido a indústria desde a crise financeira global em 2008.

Comentários