Maersk vê demanda de contêiner em níveis pré-covid no primeiro semestre de 2021

A Maersk divulgou na quarta-feira (19) a projeção de lucros para o ano inteiro acima de sua previsão no início do ano e disse que espera que a demanda por contêineres no mar volte aos níveis pré-Covid no primeiro semestre do próximo ano.

O preço das ações da empresa saltou mais de 7% nas primeiras negociações para uma alta de oito meses, e dobrou de valor desde março, à medida que os cortes de custos e a perspectiva de uma recuperação econômica global superaram o impacto atual da pandemia do coronavírus.

“Nossa expectativa é de que em algum momento do primeiro semestre do próximo ano os volumes voltem ao nível que tínhamos em 2019”, disse o presidente-executivo Soren Skou em entrevista coletiva.

A Maersk, que lida com um em cada cinco contêineres transportados por via marítima em todo o mundo, registrou receita e lucro no segundo trimestre acima das expectativas, já que uma queda acentuada nos volumes foi parcialmente compensada por taxas de frete mais altas, preços de combustível mais baixos e custos mais baixos.


Catálogo da Indústria Marítima


A Maersk, que em março suspendeu sua projeção de lucros por causa das incertezas relacionadas ao coronavírus, disse que espera um lucro básico para o ano inteiro (EBITDA) entre US $ 6 bilhões e US $ 7 bilhões, antes dos custos de reestruturação e integração.


Marintec Navalshore