Marintec Navalshore

Maersk pode perder a coroa de maior operadora

A MSC está a caminho de superar a Maersk como a maior transportadora marítima em capacidade nos próximos dois anos.

Um novo pedido de cinco ULCVs de 23 mil TEUs ao estaleiro sul-coreano Daewoo levará a carteira de pedidos da transportadora com sede em Genebra para 16 navios e um enorme volume de 305.352 TEUs, de acordo com dados da Alphaliner.

Uma divulgação da Daewoo nesta semana avaliou o pedido em US $ 152 milhões por navio, com entrega dos cinco em agosto de 2021.

Publicidade
Catálogo da Indústria Marítima

 

Isso levará a frota da MSC, incluindo a atual tonelagem fretada, a pouco menos de 4 milhões de TEUs. Atualmente, a frota da Maersk é de cerca de 4,2 milhões de TEUs. No entanto o número está superdimensionado, pois com a docagem de navios para a instalação de scrubbers o nível de tonelagem afretada está acima do normal.

A Maersk há algum tempo tem uma visão conservadora sobre pedidos e atualmente possui uma carteira de de apenas 45 mil TEUs. Há muito que deixou de ser a transportadora marítima que opera o maior porta-contêineres. A MSC é a líder atual com seu "MSC Gulsun", de 23.765 TEUs, em serviço entre a Ásia e o norte da Europa.

A parceria com a Maersk na aliança 2M em janeiro de 2015 teve um crescimento orgânico mais forte para a MSC do que seu parceiro.

Comentários

Cash Computadores

Assine Portos e Navios

Consórcio Águas Azuis

Syndarma

Envie uma pauta

Conapra

FGV Transportes

Aapa

Tche Digital

Sobena

Sinaval Abratec