Maersk espera que atrasos nas cargas persistam

A Maersk alertou na terça-feira seus clientes que ainda está lutando para transportar mercadorias ao redor do mundo, já que o alívio do congestionamento está demorando mais do que a empresa dinamarquesa esperava.

A pandemia provocou escassez de navios porta-contêineres e congestionamentos nos portos em um momento de gastos muito altos do consumidor, o que significa que centenas de navios porta-contêineres estão ociosos fora dos portos.

“Infelizmente, 2022 não começou como esperávamos”, disse a Maersk em um comunicado publicado em sua página na web.

PUBLICIDADE

Navalshore


“A pandemia ainda está forte e, infelizmente, estamos vendo novos surtos afetando nossa capacidade de movimentar sua carga”, disse, acrescentando que espera que as restrições continuem “por algum tempo”.

Os maiores tempos de espera para os navios porta-contêineres descarregarem ou pegarem cargas ocorreram na costa oeste dos EUA. No porto de Long Beach, em Los Angeles, atualmente está entre 38 e 45 dias, disse a Maersk.

No entanto, a empresa observou que houve uma flexibilização recente no norte da Europa, onde se esperava que o Porto de Antuérpia, na Bélgica, reduzisse a espera para cerca de dois dias nesta semana, em relação aos 10 dias da semana anterior.


Pesa

        Jan de Nul     Antaq
             

Tche Digital

 

 

Anuncie PN

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios