Maersk acelera descarbonização com 8 grandes navios a metanol

No primeiro trimestre de 2024, a Maersk apresentará o primeiro de uma série de oito grandes navios porta-contêineres de alto-mar capazes de operar com metanol neutro em carbono. Os navios serão construídos pela Hyundai Heavy Industries (HHI) e têm uma capacidade nominal de aproximadamente 16 mil TEUs.

O acordo com a HHI inclui uma opção para quatro embarcações adicionais em 2025. A série substituirá as embarcações mais antigas, gerando uma economia anual de emissões de CO2 de cerca de um milhão de toneladas. Os navios oferecerão aos clientes da Maersk um transporte verdadeiramente neutro em carbono em escala em alto-mar.

Mais da metade dos 200 maiores clientes da Maersk definiram — ou estão em processo de definir — metas ambiciosas de zero carbono para suas cadeias de abastecimento. Como parte da colaboração com os clientes, incluindo Amazon, Disney, H&M Group, HP, Levi Strauss, Microsoft, Novo Nordisk, The Procter and Gamble Company, Puma, Schneider Electric, Signify, Syngenta e Unilever, o armador se comprometeu a usar ativamente e dimensionar soluções de carbono zero para seu transporte marítimo.

As embarcações terão configuração de motor bicombustível. O dispêndio de capital adicional (Capex) para proporcionar a combustível duplo, que permite a operação com metanol ou combustível convencional com baixo teor de enxofre, estará na faixa de 10% a 15% do preço total.


Norsul


“A hora de agir é agora, se quisermos resolver o desafio climático do transporte marítimo. Este pedido prova que soluções neutras em carbono estão disponíveis hoje em todos os segmentos de navios porta-contêineres e que a Maersk está comprometida com o número crescente de nossos clientes que buscam descarbonizar suas cadeias de suprimentos. Além disso, este é um sinal firme para os produtores de combustível de que a demanda considerável do mercado por combustíveis verdes do futuro está surgindo rapidamente ”, disse Soren Skou, CEO da A.P. Moller - Maersk.

A empresa afirma que irá operar as embarcações com e-metanol neutro em carbono ou bio-metanol sustentável o mais rápido possível. E destaque que obter uma quantidade adequada de metanol neutro em carbono desde o primeiro dia de serviço será um desafio, pois requer um aumento significativo da produção.

As embarcações terão configuração de propulsão de metanol desenvolvida em colaboração com fabricantes como MAN, Hyundai e Alfa Laval. Os navios serão classificados pelo American Bureau of Shipping e navegarão sob a bandeira dinamarquesa.

Os novos navios vêm como parte do programa contínuo de renovação da frota da Maersk e substituirão a tonelagem de mais de 150 mil TEUs, que está chegando ao fim da vida útil.

O Capex para os navios anunciados está incluído na projeção atual para 2021-2022 de US$ 7 bilhões. A Maersk reitera sua estratégia de manter uma capacidade de frota na faixa de 4 milhões a 4,3 milhões de TEUs, numa combinação de embarcações gerenciadas pela Maersk e fretadas.

    Terlogs     Mampaey     AAPA
             

Tche Digital

 

 

HPP

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios