Marintec Navalshore

Índice de frete marítimo do Báltico registra nova máxima de quase 9 anos

O principal índice de frete marítimo da Bolsa do Báltico subiu pela oitava sessão consecutiva nesta segunda-feira, superando uma máxima de quase nove anos marcada no fim da semana passada, com o impulso da forte demanda para navios capesize.

O índice do Báltico, que rastreia as taxas de navios que transportam commodities secas, ganhou 64 pontos, ou 2,7%, para 2.442, um nível visto pela última vez em novembro de 2010.

O índice capesize subiu 192 pontos, ou 4,3%, para 4.659 pontos.

Publicidade
Catálogo da Indústria Marítima

 

Os ganhos médios diários para capesizes, que normalmente transportam cargas de 170 mil a 180 mil toneladas, como minério de ferro e carvão, subiram 1.518 dólares, para 36.101 dólares.

Os futuros de minério de ferro da China saltaram para um pico de duas semanas com a demanda saudável de curto prazo, depois que Pequim prometeu mais estímulo para a economia do país.

O índice panamax subiu 2 pontos, ou 0,1%, para 2.262, o maior desde dezembro de 2010.

Os ganhos médios diários para navios panamax, que geralmente transportam cargas de carvão ou grãos de cerca de 60 mil toneladas a 70 mil toneladas, aumentaram 18 dólares, para 18.116 dólares.

Fonte: Reuters

 

Comentários

ABB

Assine Portos e Navios

Consórcio Águas Azuis

Syndarma

Abac

Conapra

FGV Transportes

Aapa

Tche Digital

Sobena

Sinaval Abratec