AdvertisementAGI Brasil

IMO 2020 resultará na demolição de navios frigoríficos mais antigos

Espera-se um aumento na demolição navios frigoríficos este ano, como conseqüência da introdução dos novos regulamentos sobre combustível da IMO, de acordo com a décima edição da Anual Reefer Analysis da Dynamar.

A avaliação é de que poucos navios instalaram "scrubbers". Como consequência, os armadores do setor serão obrigados a mudar para o óleo combustível com baixo teor de enxofre (LSFO), mais caro. De acordo com a análise da Dynamar, isso colocará uma pressão adicional por conta dos custos extras.

O comércio marítimo de produtos perecíveis cresceu 3% em 2018, para 119 milhões de toneladas, e vem aumentando todos os anos desde 2009. Mas as dificuldades dos armadores convencionais devem continuar enquanto os conteineiros de grande porte avançam.

Os principais embarcadores de frutas continuam a transferir seu comércio para navios porta-contêineres. As transportadoras convencionais especializadas, incluindo as líderes de mercado Baltic Shipping e Seatrade, estão sendo forçadas a se concentrar em um número cada vez mais restrito de negócios e provavelmente serão vítimas da volatilidade iminente pela IMO 2020.


Catálogo da Indústria Marítima


A alta idade média da frota convencional, combinada com motores que consomem mais combustível, levará o setor convencional a um aumento no sucateamento.


Marintec Navalshore