Hidrovias terão mais destaque após BR do Mar, acredita Povia

O diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Mário Povia, acredita que o desenvolvimento do modal hidroviário vai ganhar mais relevância dentro do governo após a aprovação do BR do Mar, programa de estímulo à cabotagem. Ele defendeu a adoção de parcerias público-privadas para viabilizar os corredores com racionalidade logística, de forma ambientalmente adequada e visando a integração regional, sobretudo na região Norte.

"O desafio é transformar rios navegáveis em hidrovias. O ministério deve se debruçar por aí nessa nova fase. As hidrovias têm apelo ambiental importante e desenvolvimento regional forte", disse Povia nesta terça-feira (10), durante audiência pública na comissão de infraestrutrua do Senado para prestação de contas da Antaq.

Eclusas - Povia acrescentou que, desde a crise hídrica que suspendeu a navegação na hidrovia Tietê-Paraná em 2014, a Antaq vem participando de reuniões periódicas junto à Agência Nacional de Águas (ANA) relacionadas ao uso múltiplo das águas. Ele contou que existe um esforço no sentido de que as usinas hidrelétricas sejam construídas com eclusas. "Temos um passivo a vencer. Construir [eclusas] é caro. Precisamos dar um jeito, senão não conseguiremos viabilizar a navegação o ano inteiro", avaliou.

Comentários