Great Ocean

Hapag-Lloyd alcança resultado expressivo nos primeiros nove meses de 2021

A Hapag-Lloyd concluiu os primeiros nove meses de 2021 com um EBITDA de US$ 8,2 bilhões (EUR 6,8 bilhões). O EBIT também foi superior ao mesmo período do ano anterior, em US$ 6,9 bilhões (EUR 5,8 bilhões). Ao mesmo tempo, o lucro do grupo melhorou para US$ 6,7 bilhões (EUR 5,6 bilhões).

As receitas aumentaram nos primeiros nove meses de 2021 em aproximadamente 70%, ficando em US$ 17,9 bilhões (EUR 15 bilhões). O aumento pode ser atribuído principalmente a uma taxa média de frete mais alta de US$ 1.818/TEU. Nos nove primeiros meses de 2020, a taxa média alcançou US$ 1.097/TEU). Este aumento significativo é o resultado da alta demanda por transportes de contêineres.

As despesas de transporte aumentaram 16% no período de nove meses, para US$ 8,9 bilhões (EUR 7,4 bilhões). Isso se deve, em parte, aos custos mais altos de manuseio de contêineres e ao aumento do preço médio de consumo de bunker, que ficou em US$ 452 por tonelada nos primeiros nove meses.

“Apesar de todos os desafios operacionais, alcançamos um resultado extraordinariamente forte em nove meses. No entanto, as cadeias de abastecimento globais estão sob enorme pressão, que se intensificou ainda mais durante a alta temporada no terceiro trimestre. Infelizmente, isso também cria encargos operacionais adicionais para transportadoras, portos e terminais — mas, o mais importante, para clientes em todo o mundo: faremos tudo ao nosso alcance para ajudar com ofertas adequadas e fazer a nossa parte para resolver a situação por meio de investimentos direcionados e gerenciamento de capacidade flexível ”, disse Rolf Habben Jansen, CEO da Hapag-Lloyd.


Logcomex


    Terlogs     Mampaey     Antaq
             

Tche Digital

 

 

HPP

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios
             
             

Navalshore

Dragabras

Cash Computadores

Bombando

Error: No articles to display