Frete marítimo para Angola baixou nos últimos dois meses

Luanda – Os fretes marítimos praticados para Angola, para contentores de 20 pés, reduziram-se significativamente nos meses de Fevereiro e Março do ano em curso.

Segundo dados do Conselho Nacional de Carregadores (CNC), publicados no seu Website, desde quarta-feira (19 de Abril), por exemplo, o frete da África do Sul e França para Angola apresentaram taxas significativas de redução na ordem de 25,5 porcento e 39,3% equivalente a USD 500, mil e 200 dólares norte-americanos, respectivamente.

Para a Argentina, registou-se uma redução de pelo menos oito porcento (8%) equivalente a duzentos e cinquenta dólares.

Em contrapartida, informa que se registou um aumento significativo nos fretes da Dinamarca, Marrocos, Nigéria, Brasil, Inglaterra, Namíbia e RDCongo em mais de vinte porcentos, e um aumento de mais de 10% dos fretes do Egipto e da Bélgica.

Quanto aos demais países para o frete de contentores de 20 pés, no período em referência, tiveram uma variação regular abaixo de cinco porcento.

Para os fretes de contentores de 40 pés registaram-se reduções significativas na Finlândia 69%, Dinamarca 31,7%, França 30,4%, Espanha 16,4%, Colômbia 14,9%, Noruega e Argentina com 14,6% e 14,1% respectivamente.

Ainda no mesmo período, a República Democrática do Congo apresenta os valores mais baixos de USD 541,67 para os contentores de 20”, e USD mil e 50 para os contentores de quarenta pés.

O preço médio do frete praticado foi de USD dois mil, 870 e 84 e USD quatro mil, 768 e 44 para os contentores de 20’ e 40 pés, com uma redução de 13% e 16.8% respectivamente.

O valor máximo foi de USD cinco mil e 200 para os contentores de 20’ com uma redução de 7,9% e de USD oito mil, 486 e 55 com uma redução de 14,6% para os de 40’.

Referindo-se ao preço por tonelada, o valor mínimo registado foi de USD 42,53 praticado na rota Holanda/Angola e o máximo foi de USD 285,50 praticado na rota Singapura/Angola.

O técnico da Bolsa Nacional de Frete (BNF), Filipe Silva, realçou que "os fretes para Angola têm estado a reduzir, embora, não ainda aos níveis pretendidos. Há dois (2) anos praticavam-se fretes na ordem dos treze mil dólares norte-americanos, o máximo hoje ronda os nove mil e quinhentos dólares".

Fonte: Angolapress


Marintec Navalshore