Fornecedores de equipamentos de salvatagem sofrem retração na pandemia, mas segmento segue ativo

A pandemia da Covid-19 provocou abalos no mercado de equipamentos de salvatagem, mas não impediu que as empresas, mesmo adaptando seus processos aos protocolos sanitários, lançassem novidades e fizessem bons negócios. A Índios Pirotecnia prepara a entrega de 800 conjuntos de equipamento de sinalização para balsa e salva-vidas para a Marinha de Guerra. A Flexprin contabiliza a venda de 200 unidades da cesta de transbordo Apollo 6, enquanto a Ativa Náutica disponibiliza, no segundo semestre, o primeiro salva-vidas inflável certificado pela Marinha do Brasil.

Registre-se para ler mais...

Priner     Terlogs     Mampaey     AAPA
             

Tche Digital

 

 

Sinaval

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios