AGI Brasil

Estudo independente confirma que o GNL reduz as emissões de gases do efeito estufa em até 23%

Um estudo independente reconfirmou que reduções de até 23% de gases de efeito estufa (GEE) são alcançáveis com o uso de GNL como combustível marítimo, dependendo da tecnologia marítima empregada.

A comparação tem como base as emissões dos atuais combustíveis marítimos à base de petróleo. O 2º Estudo de Emissão de GEE do Ciclo de Vida sobre o uso de GNL como Combustível Marinho da Sphera revisita sua pesquisa de 2018/2019, usando os dados mais recentes de motores e cadeia de suprimentos disponíveis.

O estudo foi revisado por um painel de especialistas acadêmicos independentes de instituições importantes na França, Alemanha, Japão e Estados Unidos. A análise concluiu que, além dos benefícios consideráveis para a qualidade do ar que oferece, o GNL pode contribuir significativamente para as metas de redução de GEE da Organização Marítima Internacional (IMO).

Este relatório usa os dados primários para avaliar todos os principais tipos de motores marítimos e fontes globais de abastecimento com dados de qualidade fornecidos por fabricantes de equipamentos originais.


TMSA






Dragabras

Allonda

Catálogo da Indústria Marítima

Priner fundo transp Terlogs
  Mampaey     Assine Portos e Navios

  Catálogo da Indústria Marítima

 

 

  Anuncie PN

 

Tche Digital

 

 

 

Sinaval   Abratec