Ecobrasil 2019

Empresa suíça começa a limpar águas da Holanda após perda de contêineres

A empresa de transporte marítimo suíça MSC começou a limpar as águas do mar da Holanda dez dias depois de ter perdido cerca de 300 contêineres de um de seus maiores navios de carga durante uma tempestade.

"A limpeza provavelmente levará meses", disse o porta-voz da autoridade marítima holandesa, Edwin de Feijter, neste sábado. "A maior parte dos escombros foi localizada, mas ainda faltam peças."

291 contêineres, alguns com produtos químicos perigosos, caíram de um dos maiores navios de contêineres do mundo, o MSC Zoe, no dia 2 de janeiro em águas alemãs perto da ilha de Borkum durante uma tempestade no Mar do Norte.

Dois navios de resgate deixaram o porto em Ijmuiden, perto de Amsterdã, na noite de sexta-feira, indo em direção a um contêiner ao norte da pequena ilha de Rottumerplaat, que estava bloqueando uma importante rota marítima entre a Alemanha e a Holanda.

O trabalho foi planejado para começar no meio-dia de sábado, mas o mau tempo atrasou a operação, disse De Feijter, acrescentando que 238 objetos foram identificados na água até agora.

Publicidade
Catálogo da Indústria Marítima

"Esses objetos não são necessariamente os contêineres inteiros, eles também podem ser parte da carga perdida de contêineres quebrados".

MSC, segundo maior grupo de transporte marítimo de cargas do mundo, afirmou na última quarta-feira ter avançado de forma significativa no resgate nas ilhas holandesas, com um total de 1.220 toneladas de detritos coletados até o momento.

Fonte: SwissInfo

Comentários