Custo do bunker para a cabotagem reduz a competitividade dos armadores e pode aumentar

• A cabotagem tem um alto potencial de crescimento no Brasil. Um estudo do Instituto de Logística e Supply Chain (Ilos) mostra que para cada contêiner transportado pela cabotagem há outros seis que podem migrar das rodovias para a navegação costeira. Hoje o modal aquaviário representa 16,5% do transporte de carga no país, enquanto 54% é feito por caminhões. Até o horizonte de 2021, a expectativa é de um aumento na movimentação de contêineres pela cabotagem na ordem de 8% ao ano.

No entanto, apesar da demanda em expansão, ainda há sérios problemas que precisam ser resolvidos no âmbito aquaviário, dentre eles a qualidade da estrutura portuária, a redução da burocracia em relação ao desembaraço das cargas e o preço do combustível, que hoje tornou-se o principal item dos custos das empresas de navegação. No caso do frete de cargas a granel, por exemplo, pode ultrapassar 40% do custo total do serviço.


Cash Computadores



Syndarma

ABTP

Antaq

TMSA

Assine Portos e Navios

ABTP

Sobena

Terra Firma Abratec