Marintec Navalshore

Delta Tankers diz que não teve contato com autoridades brasileiras sobre vazamento

A Delta Tankers disse nesta sexta-feira que não foi contatada por autoridades brasileiras que investigam um incidente de vazamento de petróleo que tem atingido praias do litoral do Nordeste do Brasil há cerca de dois meses.

A Marinha informou nesta sexta-feira que, em trabalho coordenado com a Polícia Federal e outros órgãos, identificou que um navio grego teria sido a fonte do óleo.

Não foi informado o nome do navio, mas um documento obtido pela Reuters identifica o navio como o "Bouboulina", da Delta Tankers.

Publicidade

Marintec Navalshore

 

“Nem a Delta Tankers e nem o navio foram contatados por autoridades brasileiras a respeito dessa investigação”, disse a companhia em comunicado.

A Delta Tankers disse ainda que o Boubolina saiu da Venezuela em 19 de julho a caminho da Malásia, onde teria descarregado todo seu conteúdo.

A empresa também afirmou que não registrou eventos relevantes durante a viagem e que não houve qualquer falta de combustível.

“A Delta Tankers opera seguindo políticas ambientais estritas, seguindo regulações internacionais. A companhia está preparada para colaborar completamente com as autoridades para ajudar na investigação, se contatada”, acrescentou.

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou na quarta-feira que investigações do governo apontam que o óleo no litoral poderia ter tido origem em navio que teria realizado uma “ejeção de porão”, liberando óleo no mar possivelmente para resolver um problema de estabilidade. Na ocasião, ele também afirmou que as autoridades estavam próximas de descobrir a fonte do óleo.

Fonte: Reuters

Assine Portos e Navios

fundo transp Intermodal
  Thermo Solutions     Assine Portos e Navios

  Catálogo da Indústria Marítima

 

 

  Antaq

 

Tche Digital

 

 

 

Sinaval   Abratec
Publicidade

Catálogo da Indústria Marítima