Marintec Navalshore

Combustível ‘Made in Brazil’

Petrobras acredita que será possível expandir sua comercialização de bunker no mercado mundial

• A Petrobras considera que a diminuição nos índices de enxofre estabelecidos pela Organização Marítima Internacional (IMO), além de ganhos ambientais para a sociedade, se configura como oportunidade para a empresa, que está bem posicionada no mercado mundial de óleo combustível. A estatal é a principal fornecedora do bunker para navios no Brasil e hoje produz cerca de 2% do combustível comercializado internacionalmente. A companhia avalia questões relativas a refino e logística para produção e segregação do novo bunker. A Petrobras garante que praticamente já se enquadra dentro das novas regras da IMO, que preveem índice de enxofre abaixo de 0,5% a partir de 1º de janeiro de 2020.

Restrito a assinantes

Cash Computadores

Assine Portos e Navios

Consórcio Águas Azuis

Syndarma

Envie uma pauta

Conapra

FGV Transportes

Aapa

Tche Digital

Sobena

Sinaval Abratec