Great Ocean

Canal de Suez buscará compensação de mais de US$ 1 bilhão por perdas causadas por navio encalhado

A Autoridade do Canal de Suez (SCA), do Egito, informou que buscará compensação de mais de US$ 1 bilhão pelas perdas causadas pelo enorme navio de contêineres que bloqueou a hidrovia desde 23 de março.

A compensação pelas perdas e danos “chegará a mais de US$ 1 bilhão de dólares”, informou a agência de notícias Xinhua, citando o presidente da SCA, Osama Rabie.

O navio de 224 mil toneladas com bandeira do Panamá "Ever Given" encalhou no dia 23 de março, depois de ter desviado de seu curso em um trecho de pista única do canal durante uma tempestade de areia.

Ele foi reflutuado seis dias depois por meio dos esforços da SCA em cooperação com a empresa holandesa Boskalis e sua equipe de resposta a emergências SMIT Salvage, contratada pelo proprietário do "Ever Given".


TMSA


O presidente da SCA explicou que a indenização exigida pela autoridade não é apenas pelos prejuízos financeiros causados pela suspensão de seis dias da navegação, mas inclui os gastos com o uso de dragas e rebocadores e os danos físicos causados no processo de salvamento.

Ligando o Mar Mediterrâneo ao Mar Vermelho, o Canal de Suez permite que os navios viajem entre a Europa e o Sul da Ásia sem navegar pela África, reduzindo assim a distância da viagem marítima entre a Europa e a Índia em cerca de sete mil quilômetros.

Pelo menos 18.840 navios passaram pelo canal no ano passado.


Marintec Navalshore