Para Syndarma, acordo Mercosul-UE ameaça cabotagem regional e beneficia armadores europeus

• O presidente Michel Temer (MDB) deu sinal verde ao ministro das relações exteriores, Aloysio Nunes (PSDB), para retomada das negociações por parte do Brasil no acordo de livre comércio do Mercosul com a União Europeia, em discussão há quase 20 anos. A orientação, que foi dada em setembro, agitou o mercado de navegação, que vê riscos de a cabotagem entre Brasil, Argentina e Uruguai ser aberta a empresas europeias. A cabotagem regional representa um terço de toda a cabotagem brasileira, segundo o Sindicato Nacional das Empresas de Navegação Marítima (Syndarma).


Cash Computadores

Assine Portos e Navios



Syndarma

ABTP

Antaq

TMSA

Assine Portos e Navios

Abeam

Sobena

Terra Firma Abratec