Aliança - Novo navio para a cabotagem

O novo porta-contêineres que faz parte do programa de renovação da frota da Aliança Navegação e Logística já chegou ao Brasil e atracou no porto de Manaus em julho. Batizado de Pedro Álvares Cabral, o navio é o segundo de uma série de quatro embarcações idênticas com capacidade nominal de 3,8 mil TEUs e 500 tomadas para contêineres refrigerados. Com a chegada do Pedro Álvares Cabral, a Aliança já conta com 50% dos novos navios encomendados. A previsão é de que todos estejam em operação até o final do terceiro trimestre. O primeiro navio da nova frota da empresa, o Sebastião Caboto, já está em operação desde o último mês de fevereiro.
Com investimentos de mais de R$ 450 milhões, a série de navios constitui um novo marco no serviço de cabotagem. As embarcações são equipadas com tecnologia para a segurança da tripulação e da carga e também para a redução do consumo de combustível. Como resultado, segundo a companhia, elas possuem os menores índices de emissão de gases de efeito estufa por tonelada transportada.