Marintec Navalshore

Produtos e Serviços

Resíduos na indústria petrolífera
A Editora PUC Rio lançou em dezembro o livro Gerenciamento de Resíduos na Indústria de Petróleo e Gás — Os desafios da exploração marítima no Brasil, de autoria de José Araruna Jr. e Patrícia Burlini. Com 236 páginas, o livro apresenta estudos práticos de casos vivenciados pela indústria e descreve os benefícios da aplicação do conceito de ciclo de vida ao gerenciamento de resíduos.

A publicação, das editoras Campus Elsevier e PUC-Rio, aborda desde as fases da cadeia petrolífera até o desenvolvimento sustentável e levantamento detalhado da evolução da regulamentação da questão ambiental na indústria petrolífera. O livro visa auxiliar a capacidade de projetar, avaliar e gerir sistemas ambientais em projetos de engenharia.

— A publicação tem como objetivo disseminar e promover discussão sobre o tema, tendo em mente que, apesar de todos os gargalos existentes, o gerenciamento de resíduos, efluentes e emissões nas atividades de exploração marítima é um nicho de oportunidades para o desenvolvimento sustentável da indústria petrolífera — afirmam os autores no livro.

 

Incatep

O Grupo Incatep inaugura um novo Centro de Treinamento (CT) no porto de Santos. Os CTs estão localizados em dois pontos estratégicos, em frente a Libra Terminais e ao lado do Ogmo, e em frente ao terminal Santos Brasil. As unidades estão equipadas com seis empilhadeiras de pequeno porte, quatro contêineres, uma das quais reefer e simuladores de última geração de todos os equipamentos portuários.

O Grupo Incatep é composto de duas empresas: o Instituto de Capacitação Técnica Profisssional (Incatep) e o WSS - Educação Profissional, Simuladores e Serviços.

 

Concurso

Estão abertas até o dia 23 de fevereiro de 2014 as inscrições do concurso público para a seleção de 280 profissionais para a Amazônia Azul Tecnologias de Defesa S.A. (Amazul) – empresa pública vinculada ao Ministério da Defesa. Do total das vagas, distribuídas em dois editais, 44 são para candidatos que possuam o nível fundamental e 236 para o médio/técnico. Os aprovados serão contratados sob o regime jurídico celetista. Os salários variam entre R$ 1.300,00 e R$ 2.868,00, de acordo com os cargos.

No primeiro edital são oferecidas 234 vagas (sendo 26 para nível fundamental e 208 para médio/técnico) para os postos de técnico de eletricidade/eletrotécnica; técnico de mecatrônica; técnico de mecânica; técnico de qualidade; inspetor de soldagem; técnico de química/alimentação; técnico de operação de processos; técnico de radioproteção; técnico de segurança do trabalho; técnico de edificações; técnico de eletrônica/instrumentação; técnico de cerâmica/metalurgia; técnico operador de reator nuclear; técnico operador de subestação; desenhista projetista de instrumentação e controle; desenhista projetista mecânico; desenhista projetista de arquitetura naval; desenhista projetista de eletricidade; técnico de informática; técnico de enfermagem do trabalho; assistente administrativo; operador de equipamentos móveis; almoxarife; técnico de planejamento e controle; e técnico industrial - estruturas e técnico de contabilidade.

No segundo, são ofertadas 46 vagas (18 vagas de nível fundamental e 28 de médio/técnico). Os postos são para bombeiro; bombeiro - motorista; técnico industrial – estruturas; técnico de operação de processos; técnico desenhista; técnico operador de Maq. CNC – Torno; e desenhista projetista de eletricidade.

As inscrições para o concurso devem ser feitas até as 23h59 do dia 23 de fevereiro, exclusivamente pela internet, no site do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (www.ibfc.org.br), onde o candidato também pode obter o boleto bancário.

 

Plataforma aérea

A Mills, empresa dedicada a produtos e serviços de engenharia, acaba de trazer para o mercado brasileiro de construção naval as lanças telescópicas S-3800, da fabricante americana Genie. A plataforma aérea de trabalho atinge 38 metros de altura, o equivalente a um prédio de 15 andares, possui 22 metros de alcance horizontal e atende às especificações da norma regulatória NR 18 do Ministério do Trabalho, proporcionando maior segurança ao trabalhador.

A lança telescópica foi introduzida no portfólio de soluções da Mills especialmente para atender às necessidades dos longos ciclos de trabalho em espaços confinados, em estaleiros, como na construção de embarcações, soldagem, jateamento e manutenção dos cascos, e construção de plataformas offshore. Toda fabricada em aço, a lança telescópica possui alta resistência contra impactos, oxidação e ao fogo. As mangueiras do sistema hidráulico ficam dentro da lança telescópica e são revertidas com uma manta especial para não sofrerem danos nos trabalhos com solda.

A plataforma é fabricada em tubos de aço quadrado de alta resistência e também possui para-choques amortecidos, que protegem o operador e evitam danos durante eventuais impactos. Tem também um interruptor de pé para suportar melhor os detritos e seu piso de malha de aço tem superfície áspera, que retém melhor as ferramentas e resiste à escória de solda.

Além disso, seu painel de controle possui cobertura que reduz a exposição da caixa de controle aos detritos. A tampa inclinada evita que eles se acumulem no controle e os joysticks são dotados de proteção, o que facilita a operação do equipamento neste ambiente. Os pneus são de borracha maciça, contribuindo com a segurança e alta produtividade da plataforma. E o tanque de combustível em aço com 250 litros de capacidade faz com que a S-3800 opere 28 horas continuamente, reduzindo as paradas para reabastecimento.

 

Porto Seco de São Cristóvão

O porto seco de São Cristóvão, bairro do Rio de Janeiro (RJ), da Multiterminais, tem novos nome e endereço. Agora, o terminal passa a ser chamar Clia (Centro Logístico Industrial Alfandegado), porém continua a oferecer aos exportadores e importadores os mesmos regimes aduaneiros utilizados anteriormente, ou seja: depósito alfandegado de regime comum, entreposto aduaneiro, entre outros.

O novo endereço passa a ser na Rua Francisco de Souza e Mello 196, no bairro da Penha, Rio de Janeiro – RJ, distante cerca de 12,5 quilômetros do porto e nove quilômetros do Galeão. A nova área tem 50 mil metros quadrados, sendo 40 mil metros quadrados alfandegados e com três armazéns, totalizando 18 mil metros quadrados com áreas específicas para medicamentos, instrumentos e aparelhos hospitalares, produtos para a saúde e correlatos, cosméticos, alimentos, produtos químicos e carga seca em geral.

A Receita Federal autorizou a transferência do Clia de São Cristovão para o novo endereço a partir de 26 de dezembro e não houve alteração do R.A. e nem do código da U.R.F., ou seja, para o processo de desembaraço aduaneiro nada mudará, segundo informa o terminal.
Algumas cargas começaram a ser transferidas, tendo como critério as que usam o entreposto aduaneiro e que não tenham Declarações de Importação (DI) registradas e as cargas de despacho para consumo também sem DI’s registradas. As transferências das outras cargas ficará a critério da Receita Federal, mediante autorização.

 

Novo site
A APM Terminals, responsável pela operação de contêineres no porto de Itajaí (SC), acaba de colocar on line o novo site da empresa, no endereço www.apmterminals.com.br. Os recursos adotados no projeto convergiram para que o site oferecesse maior facilidade de acesso aos usuários, além de trazer informações como programação de navios na primeira página, movimentação no gate, programação de vistorias e impressão de tickets de pesagem de contêiner (EIR).

 

Tintas
A PPG Industries, através de sua divisão Protective and Marine Coatings (PMC), lança linha de anti-incrustantes que não usam cobre em sua composição. A linha Sigma Nexeont fornece soluções livres de cobre completa tanto para embarcações em operação como para novas construções, cuja fase de outfit demora mais que seis meses. Um benefício da linha Sigma Nexeont é a aparência, pois pela ausência do cobre em sua formulação o efeito conhecido como esbranquiçamento do casco, não acontece quando o casco é recoberto com esses produtos. Tanto para embarcações com outfitting prolongados, comuns em navios-sonda e estruturas offshore, quanto para embarcações comerciais, existe uma demanda para que as embarcações tenham uma aparencia perfeita na entrega, tanto acima quanto abaixo da linha d´água.

No Brasil quatro sondas usam a linha Sigma Nexeont: Norbe VIII, Norbe IX, Norbe X e Norbe XI, em operação para Odebrecht Oil & Gas (OOG). O objetivo da empresa foi manter os cascos isentos de incrustações, e sem perder a saturação de cores, enquanto os navios sonda permanecem estacionários em água salgada, minimizando custos de limpeza antes da entrega no campo.

 

Laboratório
O porto seco Uruguaiana (RS), administrado pela operadora logística Elog, deu início às operações do laboratório agronômico da cidade. O trabalho de vistoria de frutas, que são recebidas por importação, e anteriormente era realizado por uma empresa terceirizada, levando cerca de dois dias para emissão de laudo, passará a ser feito diretamente numa sala cedida pela prefeitura do município, com a expectativa de autorização ainda para o mesmo dia. Para o gerente operacional da região Sul da Elog, Antônio da Rocha, as principais vantagens ao cliente são a redução de custo e otimização do tempo. “Trabalhamos para que, cada vez mais, os importadores e transportadores consigam centralizar suas atividades com um único fornecedor, o que resulta numa melhor administração de suas cargas”, diz Rocha.

O laboratório é credenciado e autorizado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), conforme instruções normativas de 2008, que determinam que uva, kiwi e abacate vindos do Chile, devem passar por intervenção, além das uvas de origem argentina. As frutas dos demais países continuam sendo testadas por amostragem.

 

Multilog
A Multilog desenvolveu a ferramenta Business Information Multilog (BIM), cujo objetivo é promover a integração entre empresa e cliente de forma ágil e sintetizada. O cliente acompanha os processos desde a entrada do produto na Multilog, passando por todo o controle de estoques até as atividades de pós-vendas. “Essa nova ferramenta com certeza vem para agilizar os processos junto a Multilog, tendo em vista que ela é de fácil acesso a toda a cadeia operacional, reduzindo a necessidade de buscar atendimento pessoal, além de contribuir com maior transparência e clareza ao processo”, pontua um dos clientes da Multilog, Emerson Elio da Silva, APS Logística.
O BIM é resultado da base de integração dos sistemas WMS, ERP e TMS, da Multilog, possibilitando o controle e gerenciamento de todos os processos em uma mesma base de dados.

 

Nicho
O sistema Firjan criou a Faculdade Senai Rio, com o objetivo de preparar tecnólogos para a indústria em geral, incluindo os segmentos de petróleo e gás, naval e offshore. O acesso aos cursos de graduação tecnológica é realizado por um vestibular. Dentre os cursos, estão incluídos os de Especialização em Automação Industrial dos Sistemas de Produção, Refino e Transporte de Petróleo; Especialização em Engenharia de Construção e Montagem de Tubulação Industrial - ênfase em Petróleo e Gás; Especialização em Engenharia de Petróleo; Especialização em Engenharia de Planejamento de Empreendimentos - ênfase em Petróleo e Gás; Especialização em Engenharia de Soldagem; Especialização em Engenharia Naval e Offshore; Especialização em Gestão Ambiental - ênfase em Petróleo Gás.