Marintec Navalshore

Vicel - Mais conteúdo local nos projetos

Aumentar o índice de conteúdo nacional nos novos projetos das indústrias naval e de óleo e gás. Este tem sido um dos objetivos da Vicel, uma empresa que representa no país fabricantes de sistemas de tratamento de águas servidas e equipamentos de geração de hipoclorito de sódio utilizados em navios e plataformas. A companhia apresentou na Navalshore 2011 o projeto piloto do sistema de geração de água por osmose reversa Aqua Chem.

De acordo com o coordenador de Marketing e Novos Negócios da companhia, Helio Brasileiro, o índice de conteúdo local do equipamento é de 53%. “Esse é o primeiro projeto para confirmar a viabilidade, que é possível montar o sistema aqui no país”, diz. Além deste sistema, Brasileiro destaca que também é possível montar os equipamentos de todos os outros fabricantes. No país, a companhia é responsável pela representação das empresas Aqua Chen, Severn Trent de Nora, Sondex, Recovered Energy, Orwak e Georg Fischer Shipbuilding.

O projeto de conteúdo local, explica Brasileiro, surgiu a partir da implementação da política do governo federal para ampliar a participação da indústria nacional no fornecimento de bens e serviços. A partir daí, a companhia se alinhou com os parceiros e, no ano passado, ampliou o escopo da certificação ISO 9001, incluindo, além da manutenção, a montagem de equipamentos de terceiros. “Recebemos o equipamento desmontado em partes e montamos aqui com toda uma mão de obra nacional. Agregamos componentes de fornecedores locais de bombas e válvulas para aumentar o índice de conteúdo local”, explica o executivo.

Publicidade
Catálogo da Indústria Marítima

 

Para realizar a manutenção dos equipamentos das suas representadas, além da revenda de peças sobressalentes, a companhia está instalada no Rio de Janeiro, no município de Rio das Ostras, e conta também com uma filial em Macaé. Mas a companhia planeja a implantação de outras três bases no país. Uma delas poderá ser instalada no Rio Grande do Sul, próximo ao estaleiro Ecovix.

“Estamos em negociação avançada. A ideia é ter uma linha de montagem de todos os equipamentos da nossa representação e oferecer esse suporte para o contratado da Petrobras que precisa atingir essa meta de conteúdo local”.

Com as encomendas da Transpetro no estaleiro Atlântico Sul, a construção de uma base em Suape também está nos planos da companhia. De acordo com Brasileiro, o estaleiro OSX, que tem uma demanda de 48 plataformas, entre FPSOs, TLWPs e WHPs até 2019, também pode ser um cliente em potencial para a empresa. “Como eles nem têm ainda as especificações dos sistemas, não temos como entregar uma proposta para eles, mas estamos conversando e trabalhando o conceito”, afirma.

Segundo Brasileiro, as perspectivas para os próximos anos são bastante animadoras. “Estamos acompanhando o crescimento da indústria, e atendendo estes três polos estaríamos bem posicionados para atender a todos os projetos”, conclui.

Comentários

ABB

Assine Portos e Navios

Consórcio Águas Azuis

Syndarma

Envie uma pauta

Conapra

FGV Transportes

Aapa

Tche Digital

Sobena

Sinaval Abratec