Workshop Tomada de decisão - investimento em portos

Programas de Defesa são afetados por bloqueio orçamentário

Em um governo com grande número de militares no primeiro escalão, os principais projetos estratégicos do Ministério da Defesa para a modernização e o reaparelhamento das Forças Armadas sofreram pesado bloqueio orçamentário. Estão sendo afetados programas como a compra de caças Gripen, da Suécia, pela Aeronáutica, a construção de submarinos pela Marinha e até o sistema de vigilância e proteção das fronteiras montado pelo Exército.

Um dos maiores cortes é o do programa FX-2, de aquisição de 36 caças de múltiplo emprego, que teve R$ 447 milhões bloqueados de um total de R$ 1,346 bilhão autorizado no Orçamento deste ano.

Outro projeto duramente atingido é o HXBr, que reforça as Forças Armadas com 50 helicópteros e deveria ter sido concluído em 2018. Sem recursos suficientes, o projeto já foi adiado e mais de uma dezena de equipamentos será entregue somente no fim do governo Jair Bolsonaro. A francesa Eurocopter, que fornece os helicópteros, já pediu reequilíbrio econômico do contrato por conta do atraso.

Publicidade
Catálogo da Indústria Marítima

 

Com o decreto de contingenciamento, a União deixará de aportar também R$ 2,5 bilhões na Empresa Gerencial de Projetos Navais (Emgepron) neste ano. A capitalização, prevista na lei orçamentária, serviria como um arranjo contábil para permitir que a estatal comprasse quatro novas corvetas para equipar a Marinha.

Fonte: Valor

Comentários

Cash Computadores

Assine Portos e Navios

Consórcio Águas Azuis

Brasil Offshore

Tche Digital

Assine Portos e Navios

Aapa

Abeam

Ricardo Sudaiha

Fenavega Abratec