Porto do Açu

Primeiro graneleiro

‘Log-In Tambaqui’ entra em operação

A Log-In Logística Intermodal iniciou, no último dia 19 de fevereiro, a operação do Log-In Tambaqui. Este é o terceiro navio de uma encomenda de sete que a empresa tem junto ao Estaleiro Ilha (Eisa), dos quais cinco serão do tipo porta-contêiner e dois graneleiros. O investimento total da Log-In em construção naval no Brasil é superior a R$ 1 bilhão. Para a construção do Log-In Tambaqui, foram aplicados recursos estimados em R$ 170 milhões.

A embarcação foi construída para atender a contrato de 25 anos com a Alunorte, que prevê viagens entre o porto de Trombetas e o porto de Vila do Conde, ambos no estado do Pará. A operação movimentará em torno de 150 milhões de toneladas de minério de bauxita a granel no período. Segundo a companhia, para a construção do Log-In Tambaqui foram utilizadas cerca de 13 mil toneladas de chapas de aço. Com 80 mil toneladas de porte bruto, o navio tem comprimento total de 245 metros e largura de 40 metros.


Rimac


O projeto do navio levou em conta a natureza da carga a ser transportada e a região onde irá atuar. De acordo com a Log-In, a hidrodinâmica da embarcação foi projetada para que tenha uma melhor navegabilidade, deslocando baixo volume de água com a finalidade de não prejudicar a população ribeirinha. Seu consumo de combustível e emissão de gases consideraram padrões superiores de eficiência. Antes do Log-In Tambaqui, o último graneleiro construído no Brasil e que ficou sob bandeira brasileira foi o navio Marcos Dias, no início da década de 1990.

Em janeiro de 2010, a Log-In iniciou a operação para a Alunorte com navios afretados, que serão substituídos pelos graneleiros Log-In Tambaqui e o Log-In Tucunaré, este último em fase adiantada de construção e previsão de entrada em operação ao final deste ano. Todas as embarcações encomendadas pela Log-In ao Eisa estão incluídas no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal. O projeto com a Alunorte faz parte da estratégia da Log-In em desenvolver soluções especializadas para logística de cargas na cabotagem brasileira, mediante contratos de longo prazo.

Priner     Terlogs     Mampaey     AAPA
             

Tche Digital

 

 

Sinaval

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios