Great Ocean

Plataforma P-61 - Concluída união de casco e convés

O Brasfels concluiu o deck mating da P-61, primeira plataforma do tipo TLWP (Tension Leg Wellhead Plataform) construída no Brasil. O deck mating é uma operação para unir o casco ao convés da unidade. A construção da P-61 entra agora na reta final. Após a fase de integração, será instalada no campo de Papa-Terra, na Bacia de Campos.

O casco foi construído no Estaleiro Brasfels, em Angra dos Reis (RJ). A P-61 será a primeira plataforma TLWP da Petrobras. Esse tipo de unidade de produção assemelha-se a uma semissubmersível, mas usa tendões verticais para a sua ancoragem, ao invés das linhas de ancoragem padrão. Essa tecnologia faz com que a plataforma tenha uma baixa amplitude de movimentos, permitindo que as árvores de natal sejam secas e instaladas no convés da TLWP, ao invés de submarinas, como nas plataformas do tipo SS (semissubmersíveis) e FPSO.

A operação de deck mating teve início no dia 2 de maio, quando o casco da P-61 saiu do estaleiro e foi rebocado e ancorado na baía de Ilha Grande, onde foram realizados vários testes de submersão. Durante a operação, o casco foi submergido e o convés foi transportado sobre uma balsa e posicionado sobre o casco. Com uma gradativa e controlada perda de lastro, o casco emergiu e levantou o convés até que balsa fosse retirada. Após as manobras, o convés foi acoplado ao casco definitivamente.

A P-61 será instalada no campo de Papa-Terra, no pós-sal da Bacia de Campos, e vai operar em conjunto com a P-63, que está sendo construída em Rio Grande (RS). A capacidade de produção do campo de Papa-Terra é de 140 mil barris diários e tem a participação de 62,5% da Petrobras como operadora e 37,5% em parc


Rimac


Priner     Terlogs     Mampaey     AAPA
             

Tche Digital

 

 

Sinaval

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios