O FPSO "Pioneiro de Libra" completa um ano de operação no campo de Mero e a conclusão do primeiro Teste de Longa Duração, processo para avaliar o comportamento do reservatório de petróleo, do Bloco de Libra. Índices de segurança e meio ambiente reforçam o sucesso da embarcação, que superou a marca de nove milhões de barris de petróleo produzidos desde o primeiro óleo, em novembro do ano passado.

Neste período, o navio-plataforma chegou a produzir mais de 58 mil barris de óleo equivalente por dia (boed). O ativo, que é capaz de atuar em lâmina d’água de até 2.400 metros de profundidade, tem capacidade para produzir 50 mil barris de petróleo diários e comprimir e reinjetar 4 milhões de metros cúbicos de gás por dia.

“Atingir a produção 58 mil boed com 1 poço em águas ultra profundas é um marco na indústria offshore, temos muito orgulho deste sucesso alcançado ainda no primeiro ano de operação”, comemora Clarice Romariz, diretora da Joint-venture TK-Ocyan.

 

Outro indicador favorável é a marca de um ano sem acidentes com afastamento registráveis a bordo, o que reforça a qualidade do planejamento desde o início do projeto. “Esse resultado é fruto de um trabalho contínuo, de engajamento da equipe desde o início do projeto e da operação. Nossa Taxa de Frequência de Incidentes Registráveis (TFIR) é igual a zero neste período, o que demonstra a seriedade do trabalho e o comprometimento de todo o time da TK-Ocyan”, destaca a executiva.

Clarice informa que a segurança, o principal valor da TK-Ocyan, foi crucial para o projeto desde o início da construção do FPSO, no final de 2014, no estaleiro Jurong, em Cingapura. Ao longo de mais de dois anos, aproximadamente quatro mil pessoas estiveram envolvidas no projeto, incluindo as atividades no estaleiro, com mais de 19 milhões de homens/horas trabalhadas, sem registro de nenhum acidente de trabalho com afastamento.

Com relação ao meio ambiente, a embarcação alcançou diversos resultados positivos, registrando índice de queima de gás abaixo de 3% e nenhum vazamento de óleo ou químicos ao mar. Atualmente, está em curso uma parada de produção programada para troca/interconexão de um poço injetor para dar início à nova campanha de testes da unidade.

Parceria TK Ocyan

Fruto de um investimento de US$ 1 bilhão, o FPSO "Pioneiro de Libra" é de propriedade da "joint venture" 50/50 formada pela Ocyan e pela Teekay Offshore e tem contrato de doze anos a serviço do consórcio formado pelas empresas Petrobras (Operadora, com 40%), Total (20%), Shell (20%), CNPC (10%) e CNOOC Limited (10%).

A parceria com a Teekay foi iniciada com o projeto de construção do FPSO Cidade de Itajaí, que possui capacidade de produção de 80 mil barris de óleo/dia.

Comentários


Schottel

Assine Portos e Navios



Syndarma

ABTP

Antaq

TMSA

Assine Portos e Navios

ABTP

Sobena

Terra Firma Abratec