Great Ocean

Petrobras adia produção máxima no campo de Mexilhão

Projeto não vai produzir gás natural a plena capacidade, diz diretora. Consumo de gás natural aumentou em janeiro com o calor
A Petrobras decidiu postergar a entrada da capacidade máxima de produção do campo de Mexilhão, na bacia de Santos, de 2010 para 2014, informou a diretora de Gás e Energia da estatal, Graça Foster.
Segundo ela, o projeto vai começar a operar este ano, mas devido a decisões que passam por melhores alternativas econômicas da empresa, a produção será em escala menor do que a prevista. O mesmo ocorrerá com o campo Uruguá-Tambaú, também na bacia de Santos.
Os dois campos tinham previsão de produzir juntos 18 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia, a plena capacidade.
Consumo
O consumo de gás natural no Brasil voltou a se aquecer em janeiro, com a demanda média, excluindo usinas térmicas, atingindo 34,7 milhões de metros cúbicos diários, contra 28 milhões do mesmo mês de 2009, segundo Foster.
A demanda foi impulsionada pelo calor intenso neste início de ano e pelo maior consumo da indústria, explicou a diretora.
Segundo ela, em fevereiro o comportamento do mercado não-térmico, formado em 80% pelas indústrias, continua apresentando boas surpresas, e nesta terça-feira (2) o consumo bateu os 38,4 milhões de metros cúbicos.(Fonte: Gazeta do Povo (PE)





Dragabras

Assine o Notícias do dia

Ecobrasil

Priner fundo transp Terlogs
  Mampaey     Assine Portos e Navios

  Catálogo da Indústria Marítima

 

 

  Antaq

 

Tche Digital

 

 

 

Sinaval   Abratec

Bombando

Error: No articles to display