Shell investe em projetos de pesquisa e desenvolvimento em parcerias com UFRJ, USP e Senai

• Principal campo do pré-sal brasileiro, Libra iniciou a produção no fim de 2017 e já começa a receber seus primeiros projetos de Pesquisa & Desenvolvimento. Em parceria com a Coppe/UFRJ e a Prooceano, a Shell investirá até US$ 10 milhões no projeto Desenvolvimentos e Inovações no Sistema de Observação Oceânica da Bacia de Santos com Foco no Campo de Libra – Projeto Azul Fase II. O objetivo é aumentar a resolução dos modelos oceânicos, possibilitando projetos e diretrizes operacionais menos conservadores nas várias etapas de desenvolvimento de um campo de petróleo — perfuração, produção, offloading e abandono. “Os dados e os resultados deste projeto têm potencial para apoiar as operações no cluster do pré-sal, desde a fase de exploração até a fase de desenvolvimento da produção, aumentando a disponibilidade operacional de equipamentos e instalações, melhorando a eficiência e segurança das operações marítimas, e apoiando ações de preparação e resposta em situações de emergência”, destaca José Ferrari, gerente de Tecnologia da Shell.

Cash Computadores

Mackay Marine

Oceanpact

Syndarma

ABTP

Abac

Tche Digital

TMSA

Assine Portos e Navios

ABTP

Sobena

Fenavega Abratec

 

Ecobrasil