A Petrobras iniciou no último domingo (11), a produção de petróleo e gás natural na área de Búzios 2, no pré-sal da Bacia de Santos, por meio da plataforma P-75, segunda unidade instalada no campo de Búzios. A plataforma, do tipo FPSO (unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência de petróleo e gás), está localizada a aproximadamente 210 km da costa do estado do Rio de Janeiro, em profundidade de água de 2.000 metros.

Com capacidade para processar diariamente até 150 mil barris de petróleo e comprimir até seis milhões de m³ de gás natural, a P-75 irá produzir por meio de 10 poços produtores, tendo também sete poços injetores. O escoamento da produção de petróleo será feito por navios aliviadores, enquanto a produção de gás será escoada pelas rotas de gasodutos do pré-sal.

A P-75 é a quarta plataforma a entrar em produção em 2018, após o FPSO Cidade Campos dos Goytacazes no campo de Tartaruga Verde; a P-69 no campo de Lula; e a P-74 no campo de Búzios. Essas, juntamente com a P-67, que já está na locação no campo de Lula, e a P-76, que deverá seguir para o campo de Búzios em dezembro, concluirão os seis sistemas previstos para este ano no Brasil, contribuindo para o aumento da produção da Petrobras no horizonte do plano de negócios e gestão 2018-2022.

 

Descoberto em 2010, o campo de Búzios é o principal campo sob o contrato da cessão onerosa e iniciou produção em abril deste ano por meio da plataforma P-74. O regime da cessão onerosa reserva à Petrobras o direito exclusivo para exploração e produção de até cinco bilhões de barris de óleo equivalente na Bacia de Santos.

 

(Da Redação)

Comentários


Cash Computadores



Syndarma

ABTP

Antaq

TMSA

Assine Portos e Navios

ABTP

Sobena

Terra Firma Abratec